Uso excessivo de videogames será considerado doença pela OMS a partir de 2018

0

A Organização Mundial de Saúde defende que o vício dos videogames poderá ser constituído uma doença mental e vai atualizar a sua lista internacional de doenças em 2018.

Após uma década monitorando os hábitos em torno dos videogames, a organização decidiu classificar o excesso de tempo passado jogando como uma condição mental.

Para a Organização Mundial de Saúde, uma pessoa será diagnosticada com um distúrbio relacionado com os videogames quando estes se tornam mais importantes que outros interesses na sua vida.

De momento, a agência ainda não apresentou outras condições relacionadas com a tecnologia, como a internet ou os smartphones, dizendo não ter ainda provas suficientes para as considerar como distúrbios reais.

Deixe seu comentário