Foram registradas 12 ocorrências diversas na Paraíba envolvendo eleitores neste domingo (28). Conforme boletim divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), das 12 ocorrências, foram seis prisões e seis ocorrências sem prisões. Os dados são referentes até as 16h55 desde domingo.

Boletim de urnas substituídas

Conforme boletim do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que 89 urnas eletrônicas foram substituídas na Paraíba até as 16h50 deste domingo (28). O número se refere à quantidade de urnas substituídas desde o início da votação, às 8h. Ainda de acordo com o TSE, o número de urnas substituídas corresponde a 0,89% do total de 11.680 urnas na Paraíba.

Denúncias feitas pelo aplicativo Pardal na Paraíba

O radialista Emerson Machado foi denunciado ao Tribunal Regional Eleitoral após registrar o voto na urna e postar em um perfil pessoal no Instagram neste domingo (28). O radialista, que é conhecido como popularmente como “Mofi”, postou uma foto do seu voto na urna e uma mensagem escrita a favor do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL). Até as 17h, tinham sido registradas apenas as duas denúncias eleitorais na Paraíba, de acordo com o TRE-PB.

Registro foi feito a partir de postagem de rede social e encaminhado pelo aplicativo Pardal do TRE-PB

Registro foi feito a partir de postagem de rede social e encaminhado pelo aplicativo Pardal do TRE-PB (Foto: Divulgação/TRE-PB)

Sete presos por crime eleitoral na Paraíba

Até o início da tarde deste domingo (28), um total de sete eleitores tinham sido presos na Paraíba suspeitos de crimes eleitorais. As prisões aconteceram em João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Belém e São José de Piranhas.

No bairro de Mangabeira, na capital, um eleitor foi detido após colar um adesivo de um dos candidatos à presidência na urna eletrônica. O segundo caso envolveu um eleitor preso após ser flagrado filmando a urna eletrônica com um celular no momento da votação no bairro Valentina Figueiredo.

Em Cajazeiras, no Sertão, duas pessoas foram presas. Uma pessoa foi presa no município de Belém; uma em São José de Piranhas e uma em Campina Grande por estar distribuindo adesivos, o que configura propaganda irregular. Na noite de sábado (27), um homem foi preso após quebrar três urnas em Campina Grande.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here