O Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba rejeitou, nesta quarta-feira (14), uma notícia-crime  apresentada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) contra o prefeito do Município de Pocinhos, Cláudio Chaves da Costa.

De acordo com o relatório, o MPPB denunciou o prefeito por ele ter deixado de observar as disposições legais quando da assinatura da dispensa de Licitação nº 004/2013, que resultou na contratação direta de uma pessoa jurídica com o objetivo de aquisição de material de construção destinado a reparos emergentes em diversos imóveis, no valor de R$ 77.346,42.

Na ação, o MPPB afirmou que a Prefeitura não realizou pesquisa de preços no mercado com relação aos produtos objeto da contratação direta; que o valor constante na proposta apresentada pelo contratado, bem como no termo de ratificação e adjudicação da dispensa de licitação, de R$ 73.074,11, é distinto do valor contratado, qual seja, R$ 77.346,42.

Em defesa, o prefeito alegou que a acusação se baseou, exclusivamente, na análise preliminar realizada pela Diretoria de Auditoria e Fiscalização do Tribunal de Contas do Estado (TCE), mas que a Corte de Contas, por meio de acórdão, teria julgado regular o processo de dispensa de licitação nº 004/2013.

Conforme o juiz convocado Marcos William, outros relatórios do TCE-PB julgaram o processo regular, com ressalva a dispensa de licitação.

“Compulsando os autos, observa-se que não há prova de que houve dano ao erário. Muito pelo contrário. A própria Diretoria de Auditoria e Fiscalização, posteriormente, atestou que os preços praticados no contrato estavam em consonância com a praxe mercadológica”, afirmou o juiz convocado ao votar pela rejeição da notícia-crime.

O post TJ rejeita processo contra prefeito do Agreste paraibano apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.