O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) emitiu, nesta terça-feira (26), alerta à secretária de saúde do Estado , Cláudia Veras, e ao interventor do Hospital de Trauma de João Pessoa, Lucas Medeiros, para que sejam adotadas medidas em relação a irregularidades em contratos da Cruz Vermelha com fornecedores, apontadas em Relatório de Acompanhamento da Gestão elaborado pela Auditoria do Tribunal.

Leia também: MP abre inquérito para garantir funcionamento de maternidade em Patos

O relator das contas do Estado no atual exercício, André Carlo Torres, alertou para a necessidade de avaliação ou, conforme o caso, até mesmo a rescisão dos contratos celebrados entre a Cruz Vermelha e as empresas Chilleer Serviços LTDA, Engemed Engenharia e Consultoria, Eiquip Soluções em Equipamentos Médicos LTDA, Dimpi Gestão em Saúde LTDA, e Gastronomia Nordeste Com. E Serv. De Alimentos.

De acordo com ele, os contratos celebrados com essas empresas não observaram o princípio da economicidade e teriam os custos drasticamente reduzidos se contratados diretamente pela Cruz Vermelha.

Ficou constatado também que uma das empresas foi iniciada apenas um mês antes do primeiro pagamento realizado em seu favor pela Cruz Vermelha, o que denota, minimamente, que ela sequer teria experiência comprovada. Entre o ano de 2011 até o final de 2018 foram pagos mais de R$ 2,7 milhões a essa empresa.

O outro lado

Em contato com o Portal Correio, a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde do Estado disse ter ciência dos alertas e revelou o repasse das notificações para a fiscalização pela Comissão de acompanhamento, fiscalização e auditoria (CAFA).

Segundo a assessoria o fato de existir um alerta não implica, necessariamente, na ocorrência de uma irregularidade.

 

 

 

O post TCE emite alerta após encontrar irregularidades no contrato da Cruz Vermelha apareceu primeiro em Portal Correio .

calendario-de-pagamento-do-bolsa-familia-2019.png

Deixe seu comentário