Venezuela's Zamora defender Carlos Enrique Castro (L) grabs Brazil's Atletico Mineiro Nathan during their Copa Libertadores football tournament match in Barinas, Venezuela, on May 7, 2019. (Photo by Juan BARRETO / AFP)

“A Copa Sul-Americana é a segunda divisão da Libertadores da América”. Com essa frase, o Presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, definiu a competição ao ser eliminado, na edição 2018. Nesta terça-feira, após muita luta e sofrimento, o Galo venceu o Zamora, por 2 a 1, em duelo disputado na Venezuela, pela última partida da fase de grupos da Copa Libertadores. Por já estar eliminado no torneio, sem chances de avançar para a próxima fase, o triunfo mineiro em solo venezuelano tem como premiação justamente disputar a Série B do continente.

O resultado deixou o Galo com seis pontos do Grupo E, com duas vitórias e quatro derrotas. A equipe mineira superou o Zamora, que ficou na última colocação, com apenas três tentos. Cerro e Nacional se classificaram para a fase seguinte.

O duelo desta noite mostrou o Atlético com dois tempos diferentes. Na etapa inicial, foi melhor, segurou o jogo, conseguiu criar e marcou os dois tentos. Na segunda parte, sofreu um gol, passou aperto em campo, não conseguiu criar nada e, por pouco, não perdeu a classificação. O Galo deixou o gramado com três zagueiros e sem atacantes.

A equipe mineira agora se prepara para o duelo contra o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, no Mineirão. No torneio nacional, o Galo está na liderança, o único grupo que sustenta 100% de aproveitamento.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.