O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, vai se afastar do cargo entre 15 a 19 de julho. Segundo despacho do presidente Jair Bolsonaro, publicado nesta segunda-feira (8) no Diário Oficial da União, Moro tratará de “assuntos particulares”. O retorno está previsto para o próximo dia 22.

A assessoria de Sergio Moro esclareceu que o ministro não pode tirar férias, e que estará de licença não remunerada na próxima semana para viajar com a família. O secretário executivo Luiz Pontel responderá interinamente pelo ministério no período.

No último mês, reportagens do Intercept, do jornal “Folha de S.Paulo” e da revista “Veja” revelaram supostas conversas entre Moro e Procuradores do Ministério Público Federal durante ações da Operação Lava-Jato, através do aplicativo de mensagem Telegram, que comprometem a imparcialidade do então juiz.

Em entrevistas e depoimentos no Senado e na Câmara, o ministro afirmou não ter nada a esconder sobre as conversas atribuídas a ele e aos procuradores da Lava-Jato.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here