As cidades de Bayeux e Cabedelo serão o palco esta semana do espetáculo ‘São Jorge Menino’, primeira montagem direcionada ao público infantil da Cia. São Jorge de Variedades, de São Paulo.

Estão programadas duas apresentações na Paraíba: a primeira é nesta sexta-feira (31) de maio, às 19h, na Praça Getúlio Vargas, em Cabedelo, e a segunda será no sábado (1º) de junho, às 17h, na lateral do Ginásio Severino Ramos, em Bayeux.

Caso chova no dia, a apresentação em Cabedelo será na quadra da Praça Campina D’Ávila e, em Bayeux, o público será transferido para dentro do ginásio.

Encenada em praça pública, com uma banda e quatro estações cenográficas, a peça é totalmente gratuita e se desenrola em contato com os espectadores, que têm a oportunidade de interagir com os atores, enquanto cantam e dançam as aventuras do menino Jorge.

O texto possui uma linguagem inspirada nas festas populares de rua e foi escrito especialmente para o grupo por Ilo Krugli, diretor há 35 anos do Teatro Vento Forte, de São Paulo.

A peça

‘São Jorge Menino’ conta a história de Jorge, um menino de rua, que dorme em cima de uma estátua de São Jorge no momento de sua inauguração. Ao retirar os panos que cobrem a estátua, todos ficam em dúvida sobre o verdadeiro santo, o menino ou a estátua. E, assim, Jorge começa a caminhar e a levar o público por uma verdadeira saga de São Jorge. Já na saída, a mãe da rua o batiza de São Jorge e o menino segue a sua trajetória por uma imensa rua de papel que surge aos olhos do público.

Jorge conhece os pintores Candinho e Dica uma homenagem a Candido Portinari e Di Cavalcanti -, que irão pintar o futuro e o passado dentro do espetáculo. O menino conhece também os habitantes por trás de um muro onde estão presos, como escravos, índios e trabalhadores. Jorginho conversa com o muro e com as pessoas que estão presas atrás dele, sonhando um dia poder libertá-las.

Das lágrimas de Jorge surge Glauber, uma referência ao cineasta Glauber Rocha, que o ajuda a enfrentar os dragões da Maldade e o ensina sobre utopia. No desenrolar da história, há conflitos, duelos e até uma jovem em perigo que conta com a destreza do heroi para libertá-la. O final carrega a marca dos sonhos de felicidade eterna e de uma sociedade mais justa.

#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item1 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-A-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item2 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-B-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item3 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-C-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item4 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-D-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item5 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-E-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item6 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-G-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item7 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-1-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item8 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-3-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item9 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-4-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5cefade2b4804 .td-doubleSlider-2 .td-item10 {
background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/05/Sao-Jorge-Menino-Foto-Cacá-Bernardes-5-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}

Projeto

O projeto tem o patrocínio da Petrobras – por meio do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2017/2018 – e conta com apoios locais da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Cabedelo, da Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer da Prefeitura de Bayeux, da Fundação Espaço Cultural (Funesc) e do Hotel Ambassador.

No processo de construção do espetáculo, a Cia São Jorge de Variedades busca reafirmar a necessidade de uma arte pública e popular e estreitar o laço entre educação e cultura, consolidando o espaço público da rua como lugar de encontro. Entre os objetivos do
projeto está também o encontro com os coletivos de cultura popular que inspiraram a proposta. Essa meta levou o grupo ao Nordeste do país. Precisamente ao Estado da Paraíba e ao vizinho, Pernambuco. Aqui, em Cabedelo e Bayeux, a Cia irá se encontrar e trocar experiências com grupos populares locais. Depois de visitar as cidades paraibanas, o espetáculo seguirá para Olinda (PE), onde terá contato também com grupos pernambucanos.

Para estreitar a relação entre cultura e educação, a Cia São Jorge de Variedades realizará oficinas gratuitas em escolas da rede pública nos municípios visitados. No total, serão ministradas aulas em nove estabelecimentos de ensino – três em cada uma das cidades do
projeto. A proposta das oficinas é compartilhar as experiências artísticas que levaram a Cia a construir a peça ‘São Jorge Menino’ e os alunos poderão brincar e jogar com os elementos da linguagem teatral do espetáculo.

O post ‘São Jorge Menino’ tem apresentações gratuitas em Bayeux e Cabedelo apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.