Cada vez mais, tem-se percebido a necessidade de uma alimentação balanceada e nutritiva para que seu corpo esteja preparado e seja eficiente quando houver o aparecimento de alguma infecção, principalmente se for na boca.

Apesar da má alimentação não causar doenças bucais, ela pode influenciar diretamente nessa questão, pois as doenças podem avançar de maneira mais rápida, podendo, inclusive, ser mais grave em pessoas que têm uma dieta nutritiva deficiente.

Sendo assim, é possível perceber como ter uma boa saúde bucal vai além de apenas escovar os dentes todos os dias e ir à clínica odontológica periodicamente. Obviamente, isso também tem a sua importância, mas, ainda assim, não isenta o aparecimento de maiores problemas.

O que devemos evitar?

Primeiramente, temos que saber quais são os alimentos que devemos evitar. É importante pensar que muitas vezes não é necessário excluir completamente determinadas comidas de nossa dieta, basta não cometer excessos ao consumí-las.

O principal são os doces e comidas açucaradas. Talvez esses sejam os grandes vilões da saúde bucal e o terror do profissional da clínica odontológica e, com razão.

Com o consumo excessivo de doces é capaz que as bactérias se proliferem de maneira muito mais rápida. Os alimentos açucarados causam a queda do pH da boca, provocando a desmineralização dos dentes, o que é propício para que as cáries se formem. Há, também, bebidas que devem ser evitadas para uma maior saúde oral. Algumas delas são:

  • Café, chá preto e vinhos: podem causar manchas nos dentes, principalmente quando ingeridos com grande regularidade;
  • Refrigerantes e bebidas gaseificadas: causam danos ao esmalte do dente;
  • Bebidas alcoólicas: causam um ressecamento da mucosa bucal, fazendo com que se torne um ambiente mais propício para a proliferação de bactérias.

Por mais que os carboidratos sejam extremamente importantes por conta de seus valores nutritivos e por ser a principal fonte de energia, os profissionais da clínica odontológica fazem a recomendação de que sejam ingeridos nas principais refeições do dia, contando com a higienização dental logo após o consumo.

Principalmente aqueles carboidratos que contêm amido, pois as enzimas presentes na saliva quebram o amido e o transformam em açúcar. Entre os principais alimentos, estão batata, trigo, mandioca e arroz.

Alimentos benéficos 

Da mesma forma, também existem alimentos que são fortes aliados à saúde bucal, trazendo inúmeros benefícios. Apesar da clínica odontológica poder te ajudar nessas questões, também é importante visitar um nutricionista para garantir que sua alimentação esteja realmente balanceada.

Alimentos fibrosos, como verduras, legumes e frutas, por exigirem maior tempo de mastigação, limpam as impurezas dos dentes devido ao atrito com o alimento, o que também aumenta o fluxo de salivação. Dessa forma, evitam a formação da placa bacteriana.

Além disso, alimentos gordurosos, por produzir uma película oleosa nos dentes, protege-os contra as cáries. Entretanto, o ideal é consumir gorduras de boa qualidade, como castanhas e abacates, mas também sem exageros por conta do alto teor calórico.

O cálcio é de extrema importância para todo o corpo humano por ser um mineral essencial para a construção dos ossos, como os dentes, além de ser fundamental para sua manutenção. Além disso, esse nutriente pode também elevar o pH da boca, reduzindo a exposição dos dentes ao ácido. O cálcio pode ser encontrado tanto em laticínios, como também em peixes, soja, grão-de-bico e brócolis.

A vitamina C ajuda na cicatrização, protegendo o tecido gengival contra lesões. Entretanto, por possuir um pH ácido, também é importante não se alimentar desses alimentos em excesso, já que existe a possibilidade de danificar o esmalte do dente. Esse nutriente pode ser encontrado principalmente em frutas, como goiaba, kiwi, laranja e caju.

Além do mais, a água é essencial para manter uma boa saúde bucal. Isso porque a salivação é essencial para a remineralização dos dentes, além de ser uma parte importante no processo de alimentação por ajudar a diminuir as partículas de alimentos.

Para mais, é essencial que a escovação seja realizada ao menos três vezes por dia, priorizando para que sejam feitas após as principais refeições. Entre essas refeições o ideal é alimentar-se de alimentos que são benéficos para a saúde da boca, como frutas, queijos e castanhas. 

Ao evitar açúcares e carboidratos nesses lanches durante o dia, a probabilidade de ter alguma inflamação na gengiva ou cáries são mínimas, o que diminui também as chances de você acabar buscando por uma clínica odontológica quando dores inesperadas surgirem.

Por isso, uma dieta balanceada é essencial para que os hábitos e cuidados de higiene bucal se mantenham, além da visita periódica por, pelo menos, uma vez por semestre à clínica odontológica.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here