O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) vem tentando calar a imprensa movendo processos contra os jornalistas que noticiam fatos contra seu nome. Ao todo já somam sete os comunicadores alvos de ações por parte do socialista, entre eles Anderson Soares, Marcelo Jose, Osni Sá, Wanderly Farias, Alan Kardec, Thiago Moraes e Hélder Moura.

A maior parte dos processos são por uso indevido de imagem ou calúnia, injúria e difamação, mas os jornalistas afirmam que estão fazendo apenas os seus trabalhos, denunciando o que se apura, e que o ex-gestor vem tentando colocar medo na mídia para que os fatos contra ele não sejam divulgados.

Em abril deste ano, a juíza do 6° Juizado Especial Cível de João Pessoa, Maria de Fátima Lúcio Ramalho, negou o pedido do ex-governador para retirar a matéria do Blog do Anderson Soares que tratava de uma operação do Gaeco no condomínio de Ricardo, em Quadramares. A defesa havia alegado que a informação era falsa e que atentava contra a honra, moral, dignidade e imagem de Ricardo.

Na decisão, a juíza argumentou que não havia elementos suficientes para comprovar que a matéria jornalística trazia dano à imagem do socialista, já que a Operação Calvário está em pleno andamento e envolve atores do atual governo e da gestão de Ricardo. Além disso, a magistrada alegou que não houve nenhuma manifestação oficial para desmentir a matéria.

No auge da Operação Calvário, em março, Ricardo moveu em média um processo por dia contra comunicadores de diversos meios, além da sua ex-esposa, Pâmela Bório, e advogados.

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here