homem de 33 anos suspeito de matar um amigo a pauladas por discussão acerca de uma conta de bar em Campina Grande foi preso no sábado (18) enquanto andava próximo à Central de Polícia Civil do município, no bairro do Catolé. De acordo com a Polícia Civil, Sílvio Gomes da Silva tinha um mandado de prisão preventiva em aberto e foi reconhecido por policiais de plantão.

O crime aconteceu na noite da quarta-feira (15), na rua Santa Terezinha, no bairro São Januário. A vítima, Roneidila Freire de Lima, de 22 anos, estava bebendo em um bar com o suspeito quando os dois se desentenderam e brigaram. Minutos depois, Roneidila voltava pra casa quando foi surpreendido a pauladas pelo suspeito.

Conforme o delegado Francisco de Assis, Sílvio Gomes da Silva era amigo de infância de Roneidila e confessou o crime. “Desde o dia do homicídio que ele contou que estava andando pelo Centro da cidade. Nossa equipe de plantão viu o suspeito próximo a delegacia e efetuou a prisão”, comentou.

Na delegacia, Sílvio contou que os dois estavam bebendo e discutiram por causa da conta. “Em um determinado momento, eles se entenderam e a vítima pediu um cigarro ao suspeito. O suspeito comprou uma carteira em um mercado próximo e entregou para Roneidila, que tirou um cigarro e jogou o resto no chão”, disse o delegado.

No depoimento, o suspeito contou que se abaixou para pegar os cigarros quando foi agredido com um tapa pela vítima. “A partir disso, o suspeito resolveu ir embora e se escondeu em um terreno próximo ao bar, onde armou-se com um porrete e esperou a vítima sair”, explica Francisco de Assis.

Roneidila saiu com uma outra pessoa quando foi surpreendido com uma paulada que teria sido desferida por Sílvio.

“Ele confessou que continuou a bater na vítima e só parou quando percebeu que o jovem já havia morrido”, disse o delegado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here