Prefeitura de Conde emite Boletim Informativo sobre ações contra malária e informações sobre os casos diagnosticados

Situação epidemiológica da Malária em Conde, Paraíba Descrição dos casos Reforçamos aqui a necessidade de, ao surgimento de quaisquer sintoma característico para a doença, principalmente febre, procurar imediatamente o serviço...

por


malaria_bilionacional

Situação epidemiológica da Malária em Conde, Paraíba

Descrição dos casos

Reforçamos aqui a necessidade de, ao surgimento de
quaisquer sintoma característico para a doença, principalmente febre, procurar
imediatamente o serviço municipal de saúde, para diagnóstico precoce e início
de tratamento, em caso positivo. A automedicação, neste caso, pode aumentar a
gravidade da doença e pôr em risco a saúde do paciente.

As ações continuam sendo realizadas com as equipes
da Secretaria de Saúde do município realizando a busca ativa nas regiões onde
os casos foram identificados, além da conscientização da população por meio dos
Agentes Comunitários de Saúde, que frequentemente visitam as residências dos
moradores e moradoras da região.

As equipes de todas as Unidades Básicas de Saúde
estão capacitadas para realização do teste rápido ou o de gosta espessa. No
caso de confirmação, o município também oferece o tratamento (medicamentos).

Em caso de dúvidas ou sintomas, reforçamos que seja
procurada a UBS mais próxima de sua residência ou o Pronto Atendimento
(Policlínica), que funciona todos os dias 24h. A Secretaria de Saúde tem um
telefone exclusivo para atendimentos relacionados a Malária (83) 98187-6740.

12°
CASO: Masculino, 32 anos, data dos primeiros sintomas 08/06/19. Este paciente
permaneceu seis dias em sua residência se automedicando, mesmo recebendo as
orientações passadas sobre ao início dos sintomas à procura pelo atendimento
deve ser imediata. Reside na divisa entre Carapibus e Gurugi. O mesmo foi
encaminhado para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, segue
interno
 e seu estado de saúde é estável.

11°
CASO: Masculino, 42 anos, residente em Conjunto Ouro. Paciente foi
diagnosticado através da busca ativa, deu início ao tratamento, sendo
posteriormente encaminhado ao Hospital Universitário Lauro Wanderley, por se
tratar de paciente portador de outra morbidade.

10°
CASO: Masculino, 57 anos, residente no Assentamento Dona Antônia, com data de
primeiros sintomas 25/05/2019. Foi identificado através de busca ativa, onde
após realização de teste rápido reagente, o paciente recebeu alta e está em seu
domicílio.

9° CASO:
Masculino, 51 anos, residente no Conjunto Ouro. Data de primeiros sintomas
27/05/19. Foi identificado através de busca ativa, após realização de teste
rápido reagente, o paciente foi encaminhado para o Hospital Universitário Lauro
Wanderley para tratamento e segue internocom estado de saúde
estável.

8° CASO:
Feminino, 53 anos, residente em Village de Jacumã. Data de primeiros sintomas
27/05/2019. Foi encaminhada para Hospital Universitário Lauro Wanderley após
realização de teste rápido reagente no município de Conde. Recebeu alta
hospitalar e está em seu domicílio.

7° CASO:
Masculino, 25 anos, residente em Carapibus, data de primeiros sintomas
29/05/2019. Foi identificado por meio de busca passiva, realizado teste rápido
diagnóstico e gota espessa. Por apresentar baixa parasitemia, o
paciente está sendo tratado e acompanhado no serviço de saúde de Conde
,
segue com estado de saúde estável.

6° CASO:
Feminino, 26 anos, residente de João Pessoa, mas tinha constância em vir para o
município do Conde todos os finais de semana. A data de primeiros sintomas
13/05/2019, após apresentar sintomas compatíveis com os da doença, somado ao
histórico de idas ao Conde, a paciente foi submetida ao teste rápido que
confirmou a presença do parasita. Segue cuidados em domicílio.

5° CASO:
Feminino, 27 anos, residente no Conjunto Ouro, com data de primeiros sintomas
no dia 14/05/2019. Deu entrada no pronto atendimento com os sintomas
semelhantes, foi realizado o teste rápido diagnóstico e gota espessa. A
paciente recebeu alta no dia 27 de maio.

4° CASO:
Masculino, 64 anos, mora no bairro Village Jacumã. Com data de primeiros
sintomas 21/04/2019. Após o diagnóstico, o tratamento foi iniciado no
município, mas devido a outras complicações relacionadas a doenças crônicas,
ele foi transferido para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, recebendo
alta 
no dia 8 de maio.

3° CASO:
Feminino, 40 anos, moradora do bairro Conjunto Ouro. Com data de primeiros
sintomas 04/04/2019. Foi encaminhado para o Hospital Universitário Lauro
Wanderley no dia 11 de abril para tratamento, quando a confirmação de malária
foi realizada por meio do teste rápido diagnóstico, e recebeu alta no dia 22 do
mesmo mês. A paciente também apresentou sorologia reagente para Dengue.

2° CASO:
Masculino, 53 anos, residente em Carapibus, deu entrada inicialmente no
Hospital de Ortotrauma de Mangabeira e, depois, foi transferido para o Hospital
Universitário Lauro Wanderley no dia 5 de abril, quando exames confirmaram a
suspeita. Primeiros sintomas 28/03/19. Ele recebeu alta médica no dia 12 de
abril.

1° CASO:
Mulher, 35 anos, moradora na região da Capadócia. Data de primeiros sintomas
23/03/2019. Ela foi internada no Hospital Universitário Lauro Wanderley no dia
29 de março e, após passar por tratamento, recebeu alta no dia 9 de abril. A
paciente também apresentou sorologia reagente para Dengue.

O post Prefeitura de Conde emite Boletim Informativo sobre ações contra malária e informações sobre os casos diagnosticados apareceu primeiro em Portal do Litoral PB.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

MAIS DO Portal TV Cariri

Continue lendo Compartilhar no Whatsapp
Advertisement