A prefeita de São Bentinho, Giovana Leite Cavalcanti Olímpio, fio processada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) por improbidade administrativa pela contratação de servidor fantasma.

De acordo com o promotor de Justiça Leidimar Almeida Bezerra, o crime foi admitido pelo próprio servidor, que ocupou o cargo em comissão de diretor do Departamento de Vigilância em Saúde Básica, recebendo verbas públicas, sem exercer a função de fato.

Conforme o processo, o servidor teria sido nomeado com o objetivo de quitar, com dinheiro público, uma dívida particular contraída pelo pai da prefeita, o ex-prefeito do Município Ivan Olímpio de Almeida, no montante de R$ 40 mil, pela compra de bovinos.

O servidor fantasma permaneceu no cargo entre junho de 2013 e setembro de 2014, recebendo R$ 920 mensais sem ir trabalhar.

“Como se vê, trata-se, na verdade, da velha política dos funcionários ‘fantasmas’, em que o gestor municipal, fraudando a lei que exige o concurso público, nomeia para os chamados cargos de confiança pessoas com o intuito de beneficiá-las, sem que estas pessoas sequer desempenhem funções no Município. A trama foi desvendada quando o servidor fantasma, irresignado porque havia sido exonerado antes da quitação total da dívida, compareceu a esta Promotoria e noticiou o fato, acompanhado da documentação comprobatória, descrevendo o ato ímprobo com riqueza de detalhes”, afirma o promotor.

No processo, o promotor requisitou que a Justiça torne indisponíveis os bens dos envolvidos na ação e a condenação deles, com possibilidade de perda de função pública.

O post Prefeita contratou servidor fantasma para pagar compra de boi apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.