PMCG estuda contrato com Aliança e descarta ameaça ao São João

O prefeito licenciado de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), disse nesta terça-feira (19), que a gestão municipal vai decidir na próxima semana sobre a continuidade da parceria com a Aliança...

por


O prefeito licenciado de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), disse nesta terça-feira (19), que a gestão municipal vai decidir na próxima semana sobre a continuidade da parceria com a Aliança Comunicação e Cultura. A empresa é investigada na Operação Fantoche, da Polícia Federal, e um dos donos dela foi preso.

Leia também:

Investigações da Polícia Federal apontam que um grupo de empresas sob o controle de um mesmo núcleo familiar vinha atuando de forma contínua e perene, desde o ano de 2002, executando contratos firmados por meio de convênios com o Ministério do Turismo e entidades paraestatais do ‘Sistema S’. Estima-se que o grupo já tenha recebido mais de R$ 400 milhões decorrentes desses contratos.

Romero nega que a Prefeitura de Campina Grande tenha recebido recursos com essa origem, embora o Maior São João do Mundo tenha como patriconadores o Governo Federal, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Em entrevista ao Correio Debate, da 98 FM, ele defendeu a parceria que vem desde 2013 com a empresa investigada porque garantiu economia aos cofres públicos da prefeitura. “Antes, a prefeitura gastava R$ 10 milhões com o São João; ano passado, gastamos pouco menos de R$ 3 milhões”, disse por telefone, ao vivo.

O prefeito falou que não pode adiantar uma decisão sobre permanecer ou não a parceria porque precisa consultar o Tribunal de Contas do Estado (TCE) – para seguir orientações sobre orçamento, licitação e gastos públicos – e descartou que haja risco de prejuízos para a festa ou para a imagem do Maior São João do Mundo. “Se for o caso de não manter a parceria, vamos ter que buscar outra alternativa, mas não haverá prejuízos para a festa”, disse.

Romero está licenciado da prefeitura de Campina Grande e retorna aos trabalhos na segunda-feira (25), mas não disse qual o dia exato em que irá fazer o anúncio sobre a continuidade do contrato com a Aliança.

Em nota, a Aliança Comunicação e Cultura disse que todos os projetos passam por auditorias internas e externas, sem qualquer tipo de restrições quanto à qualidade e à ntrega de todos os itens contratados.

O Ministério do Turismo culpou as gestões do PT de Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva pelos problemas que resultaram nas investigações.

O post PMCG estuda contrato com Aliança e descarta ameaça ao São João apareceu primeiro em Portal Correio.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Adicine um comentário

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

MAIS DO

Continue lendo Compartilhar no Whatsapp