O Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNOC), criado para combater o crime organizado no país, deflagrou nesta terça-feira (04) uma operação para cumprir 266 mandados de prisão em 15 estados contra integrantes de facções criminosas. Na Paraíba, o alvo é a facção Okaida RB, uma dissidência da Okaida. Até o momento 16 pessoas já foram presas somente no estado.

Dez Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECOs) do Ministério Público participam da operação. Na Paraíba, além do Gaeco, a operação denominada ‘Hidra’ conta com o apoio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes e Secretaria de Administração Penitenciária. A intenção é reprimir a atuação de facções no estado.

Além dos mandados de prisão há também 203 de busca e apreensão no Acre, Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins.

Os alvos são integrantes das facções criminosas: Primeiro Comando da Capital (PCC), de origem paulista, das cariocas Comando Vermelho (CV), Terceiro Comando Puro (TCP) e Amigo dos Amigos (ADA), da capixaba Primeiro Comando de Vitória (PCV) e da paraibana OKAIDA RB. A ação de âmbito nacional é articulada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC).

O GNCOC congrega o Ministério Público brasileiro e foi criado em fevereiro de 2002, por iniciativa do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG), para combater o crime organizado que atinge todo o país.

Mais PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

21 − 20 =