Operação nacional mira na Paraíba integrantes da facção ‘Okaida RB’

O Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNOC), criado para combater o crime organizado no país, deflagrou nesta terça-feira (04) uma operação para cumprir 266 mandados de prisão em...


O Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNOC), criado para combater o crime organizado no país, deflagrou nesta terça-feira (04) uma operação para cumprir 266 mandados de prisão em 15 estados contra integrantes de facções criminosas. Na Paraíba, o alvo é a facção Okaida RB, uma dissidência da Okaida. Até o momento 16 pessoas já foram presas somente no estado.

Dez Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECOs) do Ministério Público participam da operação. Na Paraíba, além do Gaeco, a operação denominada ‘Hidra’ conta com o apoio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes e Secretaria de Administração Penitenciária. A intenção é reprimir a atuação de facções no estado.

Além dos mandados de prisão há também 203 de busca e apreensão no Acre, Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins.

Os alvos são integrantes das facções criminosas: Primeiro Comando da Capital (PCC), de origem paulista, das cariocas Comando Vermelho (CV), Terceiro Comando Puro (TCP) e Amigo dos Amigos (ADA), da capixaba Primeiro Comando de Vitória (PCV) e da paraibana OKAIDA RB. A ação de âmbito nacional é articulada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC).

O GNCOC congrega o Ministério Público brasileiro e foi criado em fevereiro de 2002, por iniciativa do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG), para combater o crime organizado que atinge todo o país.

Mais PB

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Adicine um comentário

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.9855-1048 / portaltvcariri@gmail.com

MAIS DO

Continue lendo Compartilhar no Whatsapp