Jair Bolsonaro anunciou, nesta quarta-feira (13), que está preparando um projeto de lei para ser encaminhado ao Congresso com o objetivo de flexibilizar o porte de armas. A informação foi prestada pouco antes do massacre de Suzano, no qual dois jovens invadiram uma escola e abriram fogo contra estudantes e funcionários, deixando um total de dez mortos e 17 feridos, incluindo os assassinos.

Na avaliação de Bolsonaro, a regulamentação que rege o porte de armas não pode ser tão “rígida” conforme os dias atuais. No entanto, o presidente não forneceu detalhes a respeito do texto.

Arma ao lado da cama

No encontro que manteve com alguns jornalistas, Bolsonaro declarou, ainda, que dorme com uma arma ao lado da cama, no Palácio da Alvorada.

De acordo om ele, existem riscos, apesar do esquema forte de segurança. Disse que só consegue dormir sabendo que tem uma arma ao seu lado.

Um dos primeiros atos de Bolsonaro, logo que assumiu em janeiro, foi editar um decreto flexibilizando a posse de armas pela população. A alegação usada foi que a iniciativa ajudaria a combater a violência.

Deixe seu comentário