A capital russa Moscou tem posicionamento rígido em relação ao cumprimento da quarentena pela prevenção do coronavírus. E a tecnologia de reconhecimento facial é essencial nesta estratégia.

Desde fevereiro, quando foram submetidos a confinamento por 14 dias, milhares de moscovitas são monitorados por cerca de 100 mil câmeras capazes de identificá-los.

Desde então, a polícia de Moscou identificou quase 200 cidadãos que violaram a restrição. Além da rede de câmeras, o país recorre a outras tecnologias para combater o coronavírus: da telemedicina à vigilância dos supermercados e das redes sociais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.