Músico Pinto do Acordeon torna-se Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba

Projeto de Lei do deputado Wallber Virgolino (Patriotas), aprovado pela Assembleia Legislativa, torna o músico, cantor e compositor Francisco Ferreira Lima, conhecido como Pinto do Acordeon, Patrimônio Cultural e Imaterial...

por


Projeto de Lei do deputado Wallber Virgolino (Patriotas), aprovado pela Assembleia Legislativa, torna o músico, cantor e compositor Francisco Ferreira Lima, conhecido como Pinto do Acordeon, Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba.

Natural da cidade de Conceição, Pinto do Acordeon foi morar na cidade de Patos em meados da década de 1960. A música lhe gerou interesse desde a infância. Aficionado por acordeão, instrumento em que se tornou um virtuoso, Pinto do Acordeon ficou conhecido desde quando fazia parte das apresentações com a trupe de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”, período em que ganhou notoriedade da música nordestina e que produziu canções que estão presentes até hoje nos festejos juninos brasileiros.

Gravou seu primeiro LP em 1976 e na atualidade detém em torno de vinte álbuns gravados em seu nome, já tendo composto músicas de sucesso para Elba Ramalho, Genival Lacerda, Dominguinhos, Fagner, Os 3 do Nordeste e Trio Nordestino. Um de seus sucessos, “Neném Mulher”, ficou consagrada na voz de Elba Ramalho e foi tema da telenovela Tieta.

Em 2008, foi para o Festival de Montreux, Suíça, no qual se apresentou junto com outros artistas brasileiros, entre os quais Gilberto Gil, Milton Nascimento, Chico César, Flávio José, Aleijadinho de Pombal e Trio Tamanduá.

O reconhecimento ao artista e obra de Pinto do Acordeon através da iniciativa do deputado estadual Wallber Virgolino, segue para análise, sanção ou veto do governador do Estado, João Azevedo (PSB).

Clique AQUI e confira o documento

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

MAIS DO Portal TV Cariri

Continue lendo Compartilhar no Whatsapp
Advertisement