A Promotoria de Defesa do Consumidor de João Pessoa recomendou que a Companhia de Águas e Esgoto da Paraíba (Cagepa) realize a manutenção estrutural preventiva e corretiva em todos os reservatórios do estado. A recomendação foi expedida após a Defesa Civil da Capital concluir que o rompimento do reservatório da Rua Diogo Velho, ocorrido no dia 23 de junho, se deu por ineficácia da manutenção preventiva.

Leia também: 

Rompimento em JP derrama mais de 2 mi de litros de água limpa

Reservatório rompe e derruba parte de muro da Cagepa em João Pessoa 

Cagepa tem 10 dias para explicar rompimento em reservatório

O relatório foi entregue durante audiência realizada na quarta-feira (18), que contou com a participação de representantes da Cagepa, da Defesa Civil e da Agência de Regulação do Estado da Paraíba (ARPB).

Na audiência, o coordenador da Defesa Civil, Francisco Noé Estrela, revelou não ter recebido da Cagepa documentos que comprovassem as últimas manutenções no equipamento. De acordo com o engenheiro da Defesa Civil, no reservatório houve corrosão por oxidação.

A coordenadora jurídica da ARPB, Kyscia Dilorenzo, disse que a agência abriu um procedimento administrativo para apurar as responsabilidades e destacou que a companhia solicitou um prazo de 20 dias para apresentar as informações porque estavam aguardando um relatório da empresa.

O engenheiro da Cagepa, Joaquim Almeida, informou que foi contratada a Tecnicom, empresa de cálculo e recuperação estrutural para a emitir um Laudo Técnico sobre as causas da ocorrência. Ele não soube informar se nos arquivos da Cagepa existe relatório de manutenção do reservatório nem a periodicidade da manutenção estrutural, mas disse que a manutenção de limpeza é realizada a cada três meses. Ele explicou ainda que assumiu a diretoria de Operação e manutenção dos Sistemas no último dia 23 de maio. O engenheiro relatou também todas as ações tomadas pela empresa para normalizar o abastecimento, o que ocorreu no dia 30 de junho.

A promotora Priscylla Maroja concedeu um prazo de 10 dias úteis para a Cagepa apresentar defesa escrita ao inquérito civil que tramita na promotoria e para encaminhar as últimas manutenções realizadas em todos os reservatórios da companhia. Também será requisitado que o Crea-PB forneça as anotações de responsabilidades técnicas dos reservatórios da Diogo Velho, referentes as intervenções estruturais na edificação.

O post MPPB sugere manutenção estrutural em todos os reservatórios da Cagepa apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.