O texto do documento que justifica a abertura do inquérito informa que a denúncia partiu de uma agricultora, de 50 anos. Ela alega que foi inscrita junto ao município de Sousa no programa Minha Casa Minha Vida, em 2012. A casa a que ela teria direito está localizada no Residencial Lagoa dos Patos.

A portaria que instaurou a investigação foi publicada no Diário do Ministério Público Federal Eletrônico (DMPFE) na segunda-feira (2) e foi assinada pelo Procurador da República Anderson Danillo Pereira Lima.

A mulher informou ao MPF que chegou a participar de uma vistoria no imóvel, mas que não chegou a receber a casa. O nome da agricultora também não foi na lista dos contemplados.

Na denúncia, ela disse ainda que há três meses ligou para o Ministério das Cidades e foi informada que existe uma casa localizada no residencial cadastrada no nome dela.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.