O Ministério Público Federal (MPF), por meio do procurador Victor Veggi, abriu inquérito civil para apurar suposta prática de improbidade administrativa e crimes por parte do então gestor do município de Bayeux, Luiz Antônio, devido à ausência de repasse à Caixa Econômica Federal de valores descontados de servidores em decorrência de empréstimos consignados.

Atualmente respondendo pelo cargo de prefeito interino do município, Mauri Batista (Noquinha), por meio de nota, confirmou que Luiz Antônio realmente deixou de repassar os valores durante alguns meses de 2017 e voltou a cometer o mesmo erro nos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano, incorrendo, também, no crime descrito no art. 1º do Decreto-lei 201/1967.

O prefeito Noquinha afirmou ainda que já está mantendo contato com a Caixa Econômica Federal para solucionar o problema deixado pelo ex-gestor. “Nós repudiamos toda ação que atente contra os princípios da administração pública”, destacou.

O ex-prefeito Luiz Antônio disse que não tinha conhecimento da ação do MPF e preferiu não se pronunciar sobre o caso.

*Texto de André Gomes, do Jornal Correio da Paraíba.

O post MPF abre inquérito para apurar improbidade administrativa em Bayeux apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.