O Ministério Público da Paraíba arquivou uma denúncia feita por vereadores da oposição contra a Prefeitura Municipal de Camalaú, na administração do Prefeito Sandro Môco.

A denúncia alegava que a primeira licitação de combustível feita pela atual gestão no início de 2017, teria sido feita de forma irregular.

O Ministério Público através do promotor Diogo D´arolla Pedrosa Galvão, pediu o arquivamento, por considerar a inexistência de nenhuma base legal, comprovando a licitude, legalidade e responsabilidade da gestão na realização do processo licitatório.

Leia Também:

Transporte de carne para consumo humano é feito em carro que conduz entulhos; veja vídeos

Deixe seu comentário