Ministério Público investiga licitação feita às vésperas de réveillon em Coxixola no Cariri

Pregão presencial contava com 49 itens para área de saúde avaliados em quase R$ 80 mil.

Pregão presencial contava com 49 itens para área de saúde avaliados em quase R$ 80 mil.


prefeito de coxixola givaldo limeira

O Ministério Público da Paraíba abriu nesta terça-feira (13), um inquérito Civil para investigar a realização de uma licitação feita pela Prefeitura de Coxixola, no Cariri paraibano, no fim do ano passado. O pregão solicitava quase 50 tipos de equipamentos e material para Secretaria Municipal de Saúde de Coxixola.

Segundo o órgão, a denúncia é que o pregão aconteceu às vésperas do réveillon com possível prejuízo à competitividade do processo. O caso foi noticiado pela Defesa do Patrimônio Público, Fazenda Pública e Terceiro Setor, contra a prefeitura de Coxixola.

O prefeito de Coxixola, Givaldo Limeira, disse que ainda não foi notificado sobre o inquérito e que só deve falar sobre o caso quando for notificado.

Leia Também: Escândalo: Prefeito de Coxixola torra em 6 meses quase 400 mil em Festas no município

O promotor de Justiça Antônio Barros Pontes Neto, da comarca de Serra Branca, deu o prazo de 10 dias para que o prefeito Givaldo Limeira (DEM), apresente defesa com informações detalhadas sobre o pregão presencial nº 00040/2018.

O pregão que está sendo tinha o objetivo de adquirir equipamentos permanentes para atender demandas da Secretaria Municipal de Saúde. Entre os itens estavam equipamentos como computador, ar condicionado, armário, balança, balde, bebedouro, cadeiras de rodas, geladeira, impressora, estetoscópios, nebulizador e outros.

Ao todo são 49 itens solicitados com um valor médio total de quase R$ 80 mil. No edital do pregão, o prazo para concorrência era o dia 28 de dezembro. Os envelopes dos concorrentes seriam abertos no mesmo dia, às 10h.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.9855-1048 / [email protected]

MAIS DO Portal TV Cariri

Continue lendo Compartilhar no Whatsapp
Advertisement