Menos de 8% das pessoas cumpre promessas de fim de ano, diz psicóloga
Cidades

Menos de 8% das pessoas cumpre promessas de fim de ano, diz psicóloga

Especialista alerta que, para que as metas sejam cumpridas, é preciso ter cuidado para não fazer planos fantasiosos

É hora de pensar nas metas para 2018. Os especialistas alertam para que as pessoas tenham os pés no chão na hora de planejar os objetivos para o ano novo. A principal dica é fazer planos condizentes com a realidade de cada um.

A psicóloga Danielle Lucena ensina: “A primeira coisa a se fazer, em relação a metas para o ano que se inicia, é ter a percepção da própria pessoa a respeito do seu autoconhecimento”, afirma, antes de detalhar melhor sobre o tema.

A especialista alerta que, para que as metas sejam cumpridas, é preciso ter cuidado para não fazer planos fantasiosos, que não tem nada a ver com o ritmo de vida da pessoa. “Pesquisas mostram que menos de 8% das pessoas conseguem realizar suas promessas de fim de ano. Muito disso se explica porque elas fantasiam e querem radicalizar metas irrealistas”.

Danielle explica que é melhor dar passos menores para que as metas sejam alcançadas rapidamente. “O melhor seria estabelecer passos menores e metas mais realistas. O ideal mesmo seria as pessoas refletirem quem elas gostariam de ser”. Para que não haja frustração, as metas precisam ser condizentes com a realidade de cada pessoa. “Não adianta colocar como meta uma coisa que ela não tem afinidade”, disse ela em entrevista ao Portal Correio.

A psicóloga ensinou também como planejar uma meta factível. “A gente só para pra pensar em termos de comportamento: ‘eu preciso fechar a boca’. Mas por trás de cada comportamento há diversas emoções e pensamentos, tem uma mente que te faz, muitas vezes, se cobrar tanto a ponto de desistir. Como eu posso lidar com essa mente? Existe um trabalho mais profundo de autoconhecimento. É necessário que se faça uma reflexão interior; é muito mais importante se fazer perguntas do que promessas vazias”.

A especialista reitera que para cumprir as metas de ano novo, a pessoa precisa olhar para ela, ver o que realmente falta, no sentido de ter afinidade, para que se tenham objetivos palpáveis.

Veja dicas da psicóloga para realização das metas de 2018

– Metas realistas: “Para que seus objetivos sejam alcançados, opte por estabelecer metas realistas. Podemos desejar mudanças bruscas e radicais porque nossa insatisfação já vem há muito tempo, mas a chance de fracasso é grande quando estabelecemos metas irrealistas. O melhor é optar por pequenos passos, preferindo começar pelos mais fáceis e simples, mas que nos dão ânimo e sensação de realização à medida que vão sendo alcançados. Uma mudança gradual e progressiva é possível à curto prazo e nos possibilita alcançar grandes mudanças a longo prazo.”

– Apoio: “Contar com uma boa rede de apoio social nos ajuda muito em diversas situações da vida. Isso não é diferente quando se trata de alcançar nossas metas e objetivos. Partilhar nossos projetos e metas com pessoas em quem confiamos e que sabemos que torcem por nós pode nos ajudar a ter um incentivo extra. A cada passo e vitória alcançadas, poder dividir as conquistas e receber incentivo será um combustível a mais para nos estimular a seguir adiante. E mesmos nos casos em que o desânimo ‘bater à porta’, contar com o apoio e incentivo das pessoas queridas nos ajudará a persistir em direção aos nossos objetivos”.

Redação TV CARIRI

Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.8101-0083 / contato@portaltvcariri.com.br

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

Fechar