Médicos paralisam atividades na FAP e denunciam irregularidades

Médicos cirurgiões que atuam no Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), em Campina Grande, no Agreste paraibano, denunciaram possíveis irregularidades no pagamento das Autorizações para Internações Hospitalares (AIHs). A...

por


Médicos cirurgiões que atuam no Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), em Campina Grande, no Agreste paraibano, denunciaram possíveis irregularidades no pagamento das Autorizações para Internações Hospitalares (AIHs). A instituição atende pacientes acometidos por câncer.

Segundo os profissionais, os códigos dessas autorizações teriam sido fraudados para que os valores a serem recebidos fossem menores.

Em contato com o Portal Correio, um dos médicos prejudicados, que preferiu não se identificar, disse que os profissionais constataram algumas incongruências entre o código pedido na AIH e o código pago, após o procedimento de reauditoria.

Segundo ele, a situação vem acontecendo desde o início do ano passado. Por conta disso, os médicos prejudicados resolveram paralisar as atividades até que o caso seja resolvido. “Só eu identifiquei 28 procedimentos meus que estariam com esse erro, mas a situação pode atingir cerca de 15 médicos que atuam no hospital”, afirmou.

Por causa da paralisação, as cirurgias oncológicas eletivas estão suspensas e somente casos de urgência são atendidos, desde essa segunda-feira (1º).

O médico citou como exemplo a mudança em um código referente a um procedimento avaliado em pouco mais de R$ 1 mil para R$ 56. “Nós só identificamos essas mudanças porque fomos em busca dos espelhos de produção. Essa situação atinge não só os profissionais, mas também o próprio hospital”, comentou.

A denúncia foi encaminhada para os órgãos de controle e fiscalização e os profissionais pediram o afastamento da auditora ligada à Secretaria de Saúde da Prefeitura, responsável pelo caso.

A reportagem do Portal Correio tentou ouvir a direção do Hospital da FAP, mas foi informada pela assessoria que, até o momento, a instituição não iria se posicionar sobre o caso.

Secretaria garante lisura no procedimento

A Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que recebeu com surpresa a denúncia dos médicos da FAP, uma vez que o processo de auditoria das AIHs da FAP, assim como de todos os serviços da rede complementar, é feito com total responsabilidade e lisura.

Mesmo assim, a Secretaria de Saúde disse que vai solicitar, de imediato, que sejam apresentadas todas as AIHs que contenham irregularidades para a devida averiguação.

Por fim, a Secretaria de Saúde informou ainda que vai solicitar também a presença de um auditor do DENASUS – Departamento Nacional de Auditoria do SUS para que seja feita uma auditoria conjunta em todas as AIHs que os médicos apresentarem qualquer tipo inconsistência.

CRM convoca para conciliação

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) está convocando, nesta terça-feira (2), uma audiência de conciliação entre os médicos do Hospital da FAP, em Campina Grande, e a Secretaria municipal de Saúde para resolver a questão da suspensão de cirurgias oncológicas eletivas.

A audiência será realizada nesta quinta-feira (4), às 14h, na sede do CRM-PB, em Campina Grande. “Convocamos os médicos da FAP, a direção técnica do hospital e um representante da Secretaria municipal de Saúde para uma conciliação. Queremos chegar a um acordo para que o atendimento seja restabelecido o mais rápido possível e que haja uma solução também para que os médicos não sejam penalizados”, destacou o vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques.

O post Médicos paralisam atividades na FAP e denunciam irregularidades apareceu primeiro em Portal Correio.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Adicine um comentário

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

MAIS DO

Continue lendo Compartilhar no Whatsapp