O ex-governador do estado da Paraíba, Ricardo Vieira Coutinho, é conhecido por uma característica peculiar de mover diversas ações contra jornalistas e blogueiros em todo o estado da Paraíba pelo simples fato de divulgar o outro lado da moeda que nem sempre lhe agrada, mais que a população precisa tomar conhecimento assim como o curso da Operação Calvário que balançou o jardim de girassóis .

 

Na lista dos privilegiados estão Thiago Morais, Helder Moura, Anderson Soares, Osni Sá, Alan Kardec, os blogueiros Marcelo José e Ismar Santana, no Cariri Paraibano.

 

Na época sites ligados a prefeitura de Monteiro comemoraram a abertura das ações por parte do ex-governador através de publicações compartilhadas contra o blogueiro Ismar Santana, que é um dos moderadores do portal de notícias TV Cariri que vem desenvolvendo um excelente trabalho quando o assunto é informar o que acontece na cidade o que incomoda o grupo de situação que tenta tampar o sol com a peneira acusando o blogueiro de criar e espalhar “Fake News” o que é desmentido diariamente pela população da cidade de Monteiro que denúncia absurdos diariamente.

 

A tal comemoração comandada pelo secretário de comunicação Fred Menezes, que vem perseguindo o blogueiro diariamente desferindo duras críticas através das redes sociais pelo trabalho prestado a população da cidade de Monteiro tentando de maneira rasteira “tirar” a credibilidade conquistada foi por água abaixo com o arquivamento do processo movido pelo então ex-governador Ricardo Coutinho.

 

“Meu trabalho sempre foi independente e voltado para as pessoas de forma humana busco tratar os problemas da sociedade de forma holística bem como cobrar dos poderes a execução daquilo que é direito nosso, é importante lembrar que diante da justiça todos nós somos iguais e a verdade sempre vai perpetuar acima de quaisquer acusações, mover ações é algo natural principalmente no ramo da comunicação, as vezes as pessoas se excedem de uma felicidade nefasta comemoram cedo demais e bebem seu próprio veneno” Disse Ismar Santana

sentença

 

A tentativa de calar a imprensa falhou com o desencadeamento da Operação Feudo na cidade com buscas na casa da gestora Anna Lorena, secretarias e casas de secretários, as fraudes já constatadas em licitações, a multa aplicada pelo TCE a prefeita da cidade, notificações e recomendações do Tribunal de Contas do Estado, pedido de dissolução compulsória de contratos com a empresa  do tio da prefeita, a imoralidade de licitações milionárias para a prestação de serviços que muitas vezes superfaturados como é o caso de pagar R$: 8.643,65 pela gravação de um spot do IPTU, já que no mercado da comunicação essa gravação não passaria de R$: 150,00 como explicar essa discrepância de valor ? Funcionários executando a mesma função ganhado quase duas vezes mais, UBS sem médicos, pessoas que esperam por exames há mais de 7 meses como é o exemplo de um ecocardiograma!

 

A modalidade de ingressar com ações contra veículos de comunicação por publicar a verdade e incomodar o grupo sempre vai existir mais não vai perdurar por muito tempo! As pessoas de Monteiro merecem atenção, respeito e carinho, lembre-se que cargos passam, a moral e dignidade fica.

 

“Censura” é a aprovação ou desaprovação prévia de circulação de informação, visando à proteção dos interesses de um Estado ou grupo de poder.

 

A censura criminaliza certas ações de comunicação, ou até a tentativa de exercer essa comunicação. Consiste em qualquer tentativa de suprimir circulação de informações, opiniões e até formas de expressão, como a arte.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.