Manifestantes ocupam a frente do Instituto Nacional do Seguro Social em João Pessoa (INSS), na manhã desta terça-feira (5), para protestar contra a Reforma da Previdência proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Além de João Pessoa, a mobilização também vai ser promovida nos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.

Segundo o presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, mesmo sem ter a quantidade mínima necessária para aprovar a reforma, o governo Federal insiste em promover a reforma.

“A pressão que estamos fazendo em suas bases e nas redes sociais está surtindo efeito e precisa ser ampliada com a conscientização de toda a sociedade de que se a reforma for aprovada, milhões de brasileiros ficarão sem aposentadoria. E isso pode ser feito nos atos de amanhã”, conclui Vagner Freitas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.