O governador João Azevêdo (PSB) negou, nesta quinta-feira (2), que as exonerações e mudanças no primeiro escalão do Governo do Estado sejam o reflexo de um possível afastamento dele com o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) de quem é aliado de primeiro ordem há anos.

Leia também:

João faz mudanças em cargos ocupados por aliados de Ricardo
Citados na Calvário, Waldson e Gilberto Carneiro são exonerados

“Não existe isso, não”, rebateu com tom de irritação ao ser questionado sobre o relacionamento dele com Ricardo.

As exonerações

Na terça-feira (30), João Azevêdo exonerou o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Waldson de Souza, e o procurador-geral Gilberto Carneiro. Ambos são apontados pelo Ministério Público da Paraíba como possíveis envolvidos em uma organização criminosa que desviava dinheiro da saúde pública e pagava propina.

Além da demissão dos dois, João promoveu diversas mudanças em cargos considerados estratégicos na estrutura administrativa e o que chamou atenção é que as alterações aconteceram em funções até então ocupadas por pessoas ligadas ao ex-governador Ricardo Coutinho.

O post João nega que exonerações tenham sido feitas para se afastar de Ricardo apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.