O Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC-UFCG), da Universidade Federal de Campina Grande e vinculado à Rede Ebserh, está fazendo um esforço concentrado aos sábados para realizar cirurgias de hérnia e reduzir as filas de pacientes que têm esse problema. A cirurgia é o único tratamento que pode corrigir, permanentemente, uma hérnia.

O mutirão de cirurgias começou no dia 11 de maio e ocorrerá até setembro. A ação envolverá 20 sábados e a expectativa é que haja uma redução de 70% na fila dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que buscaram esse tipo de procedimento no HUAC.

“Aos sábados, constatamos um índice de não ocupação de leitos em torno de 60% e identificamos aí uma oportunidade de operar os casos, em tese, mais simples de hérnias inguinais, umbilicais e epigástricas. Nesse mutirão, não estamos fazendo hérnias incisionais, hérnias múltiplas ou operando pacientes com risco cirúrgico elevado”, afirmou o cirurgião Uirá Coury, chefe da Cirurgia Geral do HUAC. A cada sábado, devem ser operados sete pacientes.

O que é a hérnia?

Hérnia é a protusão, ou seja, o escape parcial ou total de um ou mais órgãos por um orifício que se abriu, seja por má formação ou enfraquecimento, nas camadas de tecido protetoras dos órgãos internos do abdome. Assemelha-se a uma espécie de saco fora da cavidade abdominal, geralmente na virilha. Pode também ocorrer no umbigo e na região epigástrica (acima do umbigo). Também é comum surgir após cirurgias, sendo chamada por isso de hérnia incisional. O problema é mais frequente em homens, na virilha do lado direito.

A longo prazo, a hérnia pode aumentar de tamanho, causando grande incômodo durante algum esforço físico.  “Além disso, em outros casos, pode encarcerar. Ou seja, as alças intestinais não retornam ao abdome e também podem sofrer estrangulamento, com a morte de algum segmento da alça intestinal, que fazia parte do conteúdo herniário. Nesse caso, além da dor, surgem náuseas e vômitos. Na presença desses sintomas, a pessoa deve procurar imediatamente assistência médica”, explicou o cirurgião Uirá Coury.

Segundo o chefe da Cirurgia Geral do HUAC, as pessoas podem prevenir a formação de hérnia evitando ganhar peso em excesso ou pegar objetos pesados sem o devido preparo físico e acompanhamento. “Mas há alguns tipos de hérnia que já nascem com as pessoas, como é o caso da hérnia umbilical, muito comum em bebês, mas às vezes imperceptível por muitos anos”, afirmou o cirurgião Uirá Coury.

O post HUAC faz mutirão de cirurgias de hérnia aos sábados apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.