Homem é preso por crime ambiental com 33 aves e um tatu-bola

0

Pássaros estavam em um viveiro, mas homem não tinha licença ambiental; tatu-bola foi encontrado dentro de geladeira.

Homem não tinha licença ambiental para criar aves silvestres, em Cabedelo, PB (Foto: Major Cristóvão Lucas/BPAmb)
Homem não tinha licença ambiental para criar aves silvestres, em Cabedelo, PB (Foto: Major Cristóvão Lucas/BPAmb)

Um homem foi preso com 33 aves silvestres e um tatu-bola, nesta quarta-feira (20), no bairro de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa. Segundo o comandante do Batalhão Ambiental (BPAmb), major Cristóvão Lucas, os pássaros estavam em um viveiro existente no quintal da casa do suspeito. O tatu-bola, por sua vez, já estava morto e foi encontrado dentro de uma geladeira.

Durante a ação, foram resgatados 29 canários da terra, dois papa-capins, um chorão e um galo de campina. Os policiais militares chegaram ao local após uma denúncia anônima.

O suspeito, de 34 anos, afirmou estar desempregado e não ter licença ambiental para a posse dos animais. O homem foi enquadrado no artigo 29 da lei 9.605/98, que tem pena de seis meses a um ano de detenção, e ainda recebeu uma multa no valor de R$ 17 mil – o equivalente a R$ 500 por cada animal que estava em posse do suspeito.

As aves foram levadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), onde serão avaliadas para possível reinserção em seu habitat natural. O tatu será enterrado em local adequado.

Deixe seu comentário