Startups e pesquisadores que tenham projetos de produtos ou serviços que possam ajudar no combate ao novo coronavírus podem receber incentivo da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O órgão vai destinar R$ 30 milhões a essas ações.

O edital foi publicado sexta-feira (20) no site da Fapesp. A expectativa é de que a comunidade científica e as empresas tecnológicas de São Paulo ofereçam soluções que contribuam para o combate à Covid-19. A ideia veio o enfrentamento ocorrido em outras infecções, como a dengue, febre amarela, zika e chikungunya.

Serão duas chamadas. A primeira, de R$ 10 milhões, busca projetos de pesquisa já em andamento para a compreensão, redução de risco, gestão e prevenção da Covid-19 e do coronavírus. Os projetos devem ter duração de 24 meses e o valor máximo oferecido a cada proposta será R$ 200 mil. O prazo para submissão de projetos termina em 22 de junho de 2020.

Já a segunda chamada destina R$ 20 milhões a startups ou empresas de até 250 funcionários que consigam escalonar produtos de combate à Covid-19. Para isso, a Fapesp se associou à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Entram na lista, por exemplo, testes diagnósticos, ventiladores pulmonares portáteis e soluções digitais para controle da disseminação do vírus. Cada projeto aprovado terá R$ 1,5 milhão de apoio e, para participar, é preciso se inscrever até 6 de abril.

Um exemplo do tipo de trabalho que pode ser desenvolvido é o das pesquisadoras que decodificaram o genoma do coronavírus no Brasil, que pediram recurso adicional para continuar o trabalho. Com o lançamento dos editais, a ideia é oferecer essa oportunidade a outros projetos do tipo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.