Ex-prefeito de Livramento é condenado a dois anos de prisão por fraude
Livramento

Ex-prefeito de Livramento é condenado a dois anos de prisão por fraude

A justiça federal constatou irregularidades na licitação para aplicação de recursos federais na ordem R$ 108 mil, oriundos do Ministério da Integração.

O ex-prefeito de Livramento José de Arimatéia Anastácio Rodrigues de Lima foi condenado pela Justiça Federal a cumprir uma pena de dois anos e oito meses de detenção em virtude de fraude em processo licitatório para reconstrução de unidades habitacionais no município.

Para a execução do convênio, o município, por intermédio de sua Comissão Permanente de Licitação, então presidida por José de Anchieta Anastácio, irmão do ex-gestor, promoveu a Carta Convite nº 024/2006. Foram convidadas três empresas, sangrando-se vencedora a Arco Íris Construtora Ltda.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o certame não passou de um simulacro para disfarçar a contratação direta da empresa vencedora, que seria de fachada, criada e gerida por José Roberto Marcelino e José Gildeilson Marcelino, integrantes de organização criminosa especializada em fraudar licitações públicas na Paraíba, conforme elementos informativos colhidos na chamada “Operação Transparência”.

O juiz Rodrigo Maia da Fonte, da 11ª Vara Federal concluiu que houve fraude no processo. Ainda cabe recurso da decisão.

 OsGuedes

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios