Em março, mês que celebra o aniversário de Patativa do Assaré, uma iniciativa da Escola de Saberes Ave Poesia, alocada na cidade, irá reviver em formato cinematográfico uma grande obra prima do autor cearense. “A Muié que mais amei”, será retratada em curta metragem, de autoria do produtor João Pedro Nunes e realizada pela instituição cultural.

A obra, baseada em um cordel homônimo, ganhará adaptação para o cinema, produzida pelos integrantes da Escola de Sabes Ave Poesia. A produção contará com participação do poeta Daniel Gonçalves, neto do grande Patativa do Assaré.

tretwr 150x150 - Escola de Saberes Ave Poesia, em Assaré, adapta obra de Patativa para o cinema
João Pedro Nunes, produtor e diretor do curta-metragem.

É uma iniciativa da nossa parte, temos o orgulho de divulgar nossa cultura popular, especialmente da obra do grande Patativa do Assaré. É um prazer imenso, toda equipe está empenhada nesse objetivo de produzir esse curta-metragem, que será de grande importância para o mundo cinematográfico e também para nosso Assaré, nosso Estado e nosso País. – afirma João Pedro, produtor da obra adaptada ao cinema.

 

O elenco é formado pelos atores Guilherme Leite e Júlia Santiago, que são os protagonistas do curta. A maquiagem é Thays Pontes, roteiro de João Pedro Nunes e Suyanne Maewsck, com direção de João Pedro Nunes e do presidente da Escola de Saberes Ave Poesia, Caio Gérson Nunes.

O post Escola de Saberes Ave Poesia, em Assaré, adapta obra de Patativa para o cinema apareceu primeiro em Badalo .

calendario-de-pagamento-do-bolsa-familia-2019.png

Deixe seu comentário