O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), vistoriou, na manhã desta segunda-feira (1º), os trabalhos da construção da rede de drenagem da barreira do Cabo Branco e anunciou que em breve, terá início a nova etapa do projeto de proteção da falésia do Cabo Branco.

Leia também:

Circulação de ciclistas é interditada na Barreira do Cabo Branco;

Projeto prevê oito quebra-mares para conter erosão na barreira, em João Pessoa;

Começa implantação da rede de drenagem da Barreira do Cabo Branco

De acordo com o gestor, a iniciativa é composta por quatro fases. Ele lembrou que a segunda etapa teve a licitação publicada no Diário Oficial da União (DOU) e permitirá a liberação dos recursos para a cidade.

Durante a visita, Cartaxo explicou todo o projeto para a proteção da barreira que custará R$ 65 milhões. Além da drenagem, realizada desde o início do ano passado na parte de cima da barreira, o projeto consiste no enrocamento, ou seja, a colocação de rochas no sopé da barreira, para evitar que o mar a atinja e continue provocando sua erosão, a fase de engorda da área de praia e, por último, a construção de gabiões marinhos intercalados com a linha de corais existente. “Desde 2014 estamos apresentando os projetos para garantir recursos para a execução dessa obra que é muito importante do ponto de vista turístico, histórico e principalmente ambiental. Nosso projeto foi apresentado no Ministério da Integração Nacional e foi considerado o mais completo para ser adotado pelo Governo Federal. Enquanto isso, já aceleramos na área continental da barreira iniciando o trabalho da construção de uma rede de drenagem para disciplinar o escoamento das águas pluviais, diminuindo a erosão”, comentou.

Segundo ele, enquanto a drenagem já vinha sendo executada e a Prefeitura aguarda a liberação dos recursos para iniciar a segunda etapa da obra (primeira etapa com recursos do Governo Federal), a gestão já se antecipou com a realização da licitação para ganhar tempo na execução e aplicação dos recursos.

Drenagem

A construção da rede de drenagem consiste na implantação de 10 novos trechos de drenagem, que irão integrar a nova rede à já existente no entorno dos bairros Altiplano e Seixas. Essa intervenção é a mais importante na área continental da barreira por disciplinar a água das chuvas até a praia, reduzindo o impacto já que o lançamento das águas pluviais vai ocorrer em dois pontos de emissão, que serão reforçados para receber a nova rede nas praias do Seixas e do Cabo Branco.

Com o trecho em execução de implantação de mais 14 metros de tubos, que foi vistoriado nesta segunda-feira (1º), os trabalhos chegam a 150 metros de rede de drenagem já executada. A ação inclui ainda a implantação da pavimentação da Rua Hermano Toscano, com 445 metros de extensão.

A área total de contribuição da rede de drenagem equivale a 173 hectares. Nos trechos finais da rede de drenagem, as manilhas de 400 de diâmetro estão sendo substituídas por novas manilhas de 1500 de diâmetro. Esta medida aumentará em quatro vezes o escoamento das águas pluviais.

O post ‘Em breve’, diz Cartaxo sobre obras de proteção da falésia apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.