Edna Henrique admite apoio ao Governador se o seu grupo político aprovar composição

“Sempre vi isso com bons olhos”. A afirmação foi feita ontem, por telefone de Brasília, pela deputada federal Edna Henrique ao ser perguntada sobre a possibilidade de trabalhar em união...


“Sempre vi isso com bons olhos”. A afirmação foi feita ontem, por telefone de Brasília, pela deputada federal Edna Henrique ao ser perguntada sobre a possibilidade de trabalhar em união com o governador João Azevêdo e de, inclusive, ampliar esse apoio para as eleições de 2022. Mas, a deputada salientou que depende da aprovação do seu grupo político.

Filiada ao PSDB e eleita pelas oposições em 2018, ela disse que desde a campanha já admitia uma convivência de união com o atual chefe do Executivo paraibano, mas que as circunstâncias políticas da época eram bem diferentes, e não permitiam que esse tipo de assunto chegasse a ser pautado.

Segundo ela, “isso se dava mais pela presença e pelo comando de Ricardo (o ex-governador) que tinha mais atritos com seu grupo político em Monteiro e cidades do Cariri, por isso, inviabilizava qualquer possibilidade de entendimento”.

Juntamente com isso, contou a deputada, havia também a posição e a postura independentes de João Henrique (marido, falecido recentemente), algo que sempre respeitaram e que sempre levou todo o grupo a seguir tal orientação. “Era tudo diferente, por isso, era mais difícil”, disse.

“Mas com João Azevêdo, não. Mesmo a gente continuando oposição, as condições de relacionamento sempre foram bem diferentes”, comentou a deputada, ao completar que sempre teve “um carinho muito grande pela pessoa” dele (do atual governador) e que a união com ele por um trabalho em defesa da Paraíba é algo que “sempre vi com bons olhos”, repetiu.

Edna ponderou, no entanto, que em termos de articulação e de grupo não há nada decidido nem sendo negociado, até mesmo porque esses assuntos precisam passar pelo crivo do seu filho, o presidente do partido PROS na Paraíba, Michel Henrique, que, segundo ela, “tem a mesma postura, herdou o legado político e representa o pai na condução e decisões desses assuntos”, afirmou.

Para Michel, a prioridade é ouvir todo grupo político, prefeitos, vereadores, vices e demais lideranças, se houver concordância das bases, essa aproximação pode ser concretizada, mas até o momento não há nada confirmado, só a disposição de apresentar essa pauta aos aliados políticos.

Edna Henrique fez questão de acrescentar, inclusive, que, mesmo não havendo conversação, reunião nem decisão consumada sobre isso, a união com o governador João Azevêdo em defesa da Paraíba é uma coisa que, de certa forma, já acontece ao longo do seu mandato.

“Todas as nossas emendas foram pautadas dento desse propósito e também tenho especial admiração pelo governador por notar nele uma pessoa muito centrada no trabalho e numa gestão positiva”, comentou a deputada, para quem “tudo isso ajudou e mudou muito as próprias condições do Governo diante de aliados, de adversários e do Estado”, analisou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Adicine um comentário

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.9855-1048 / portaltvcariri@gmail.com

MAIS DO

Continue lendo Compartilhar no Whatsapp