O gerente regional da Companhia e Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Ronaldo Meneses, constatou na tarde desta quarta-feira (7), o desvio de água do Açude Epitácio Pessoa, mais conhecido como “Açude de Boqueirão”, no Cariri, para um reservatório particular no distrito de Galante, em Campina Grande. A inspeção foi feita com o apoio da Polícia Militar.

Depois de receber um vídeo que mostrava um suposto roubo de água no local, a equipe da TV Paraíba pediu que técnicos da companhia avaliassem a denúncia. O crime acontecia em uma propriedade do Sítio Várzea do Arroz. A água era despejada por um cano, camuflado no meio da vegetação, no reservatório particular.

Moradores da região estavam sem abastecimento de água por causa do desvio. Os técnicos da Cagepa e os policias entraram no local e, após 40 minutos, confirmaram que o líquido desviado saía do Açude de Boqueirão.

A casa estava fechada e o dono havia viajado. Segundo Ronaldo Meneses, o proprietário do imóvel fez um desvio na tubulação oficial da Cagepa que passa pela propriedade. Ainda de acordo com ele, o suspeito irrigava uma plantação de palma com a água.

O responsável pelo desvio deve pagar uma multa de R$ 4,5 mil e responder pelo crime de furto qualificado com pena que varia de dois a oito anos de prisão. Ele ainda deverá ser apresentado ao Ministério Público da Paraíba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.