A deputada federal Edna Henrique (PSDB) enviou requerimento ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para que novas medidas sejam aplicadas junto a Caixa Econômica Federal a fim de que sejam evitadas grandes filas, durante o pagamento do auxílio emergencial, não só na Paraíba, mas em todo o país. A solicitação foi feita nesta terça-feira (5), após ser constatado que em todo esse período de pandemia do novo Coronavírus o número de pessoas aglomeradas nas portas das agências só aumenta, colocando em risco a saúde de todos.

A solicitação sugere que sejam adotados novos métodos, como a descentralização dos bancos, para que as pessoas recebem seu auxílio de forma digna, sem ter que passar horas e horas em filas, no meio da rua. “Encaminhamos esse requerimento porque estamos vendo de perto o sofrimento de todos para poder receber o pagamento dos R$ 600 reais. Os cidadãos já estão sofrendo com o desemprego e a falta alimento em suas casas, é preciso evitarmos essas aglomerações e que eles fiquem tão expostos ao vírus da Covid-19. Uma alternativa é que outros bancos possam estar realizando esses pagamentos”, ressalta a deputada federal.

Edna Henrique explica que devido a crise que passa o país as portas das agências da Caixa se tornaram um local de peregrinação, como sendo a esperança que resta ao brasileiros ao verem suas rendas desaparecerem nessa pandemia. “Já estamos passando por essa crise na Economia, precisamos evitar mais uma crise que também já começou na Saúde. O governo federal tem que assumir sua responsabilidade em relação a essas aglomerações. Por causa desse pagamento feito de forma equivocada, o Brasil está indo na contramão do que recomenda todas as autoridades de saúde do mundo”.

O requerimento também solicita que sejam adotadas novos protocolos para os bancários e profissionais que atuam dentro das agências da Caixa Econômica. Afinal, a saúde dessa categoria também está em risco, ao atender centenas e milhares de pessoas sem as devidas proteções contra o Coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.