O inquérito deverá ser concluído no prazo de 30 dias, de acordo com o delegado Cristiano Santana (Foto: Reprodução)

O ex-vereador da cidade de São João do Tigre, no Cariri do Estado, Marcone de Freitas Lemos, foi assassinado a tiros no último domingo (08) quando saía de uma igreja na zona rural de Monteiro. O delegado de Monteiro, Cristiano Santana, revelou em entrevista, que começam nesta terça-feira (10) as oitivas dos familiares mais próximos e amigos da vítima, além de testemunhas oculares do crime.

A previsão é de que esta semana sejam ouvidos de seis a sete familiares mais próximos de Marcone. A colheita de depoimentos deverá correr durante toda a semana.

O delegado Cristiano Santana declarou que “só com base nas oitivas dos familiares é que a gente vai tentar formar a linha de investigação para seguir com o inquérito”. Com base nos depoimentos é que a Polícia Civil pretende identificar qual foi a motivação para o crime, a fim de chegar à identificação de sua autoria.

O inquérito deverá ser concluído no prazo de 30 dias, de acordo com o delegado Cristiano Santana.

Após a confirmação da morte do ex-vereador de São João do Tigre foram feitas as perícias e o exame cadavérico. O delegado declarou que Marcone realmente morreu em decorrência dos disparos de arma de fogo.

Click PB

Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.9855-1048 / portaltvcariri@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.