Facebook

MAIS VISTAS

EsporteUFC

Davi Ramos admite: “Não fiquei satisfeito”; após vitória por finalização no UFC Fresno

Chris Gruetzemacher não sobreviveu ao jiu-jítsu refinado de Davi Ramos (Foto: Getty Images)Chris Gruetzemacher não sobreviveu ao jiu-jítsu refinado de Davi Ramos (Foto: Getty Images)

Brasileiro Davi Ramos afirma que não conseguiu render no octógono o mesmo que havia apresentado na academia e revela por que é chamado de Tazmania pelos companheiros de equipe

Colecionador de títulos no jiu-jítsu, Davi Ramos faturou sua primeira vitória no Ultimate no sábado passado, no UFC Fresno, à moda da casa: finalização no terceiro round, no mata-leão, contra Chris Gruetzemacher. Engana-se, no entanto, quem ache que o brasileiro aprovou sua própria performance no octógono.

Em entrevista ao Combate.com, o faixa-preta, que havia perdido para Serginho Moraes em sua estreia na organização, em março deste ano, reprovou sua atuação por ter se apresentado abaixo do que colocara em prática na academia.

– Não fiquei satisfeito, apesar de ter vencido todos os rounds. Treinei mil vezes melhor do que eu lutei. O adversário era muito bom, eu batia, e ele continuava andando pra frente. Ele tem uma boa experiência, acabei sentindo o corte de peso, pois há muito tempo eu não batia os 70kg (peso-leve). No segundo round fiquei desgastado, mas sempre me recupero muito bem para o terceiro round. Voltei já no terceiro round pra definir a luta!

Embora Davi Ramos não tenha ficado satisfeito, a finalização foi rápida e hábil, típica de quem tem a arte suave como carro-chefe. E ele explica que esta é uma posição que costuma trabalhar com frequência nos treinamentos.

– A posição eu treino bastante. Logo após o segundo round, respirei, escutei meus treinadores falarem comigo e voltei decidido ao que eu queria fazer. Já briguei demais, é hora de botar pra baixo e pegar. Quando eu entrei no double leg, que ele travou, reverti a direção correndo para as costas dele. Nas costas eu me sentir confortável, deu até um alívio (risos). Foi questão de botar para baixo e, antes de pensar em defender o gancho, já estava com a mão no pescoço dele.

Redação TV CARIRI
Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.8101-0083 / contato@portaltvcariri.com.br

Deixe uma resposta