Enquanto autoridades de saúde do mundo todo buscam uma cura para o coronavírus, que já vitimou mais de 2.250 pessoas, cientistas alertam que devemos começar a nos preparar para a próxima epidemia.

Para tal, especialistas apontam que a solução pode ser um investimento substancial na Coalização de Inovações em Preparação para Epidemias, uma aliança para financiar e coordenar o desenvolvimento de novas vacinas.

Eles ressaltam que devido a todos os custos das epidemias já enfrentadas, investimentos em preparação, prevenção, mitigação e resposta gerariam enormes dividendos, tornando impossível pensar em um plano de ação eficiente.

Da mesma forma, é necessário um alto investimento em técnicas para desenvolver novos tratamentos antimicrobianos, além de diagnósticos aprimorados. O aumento da vigilância de patógenos humanos e animais é outra prioridade urgente, já que a origem do coronavírus foi atribuída ao contato dos humanos com alguns animais no mercado de peixes de Wuhan, na China.

Os especialistas também recomendam a criação de um conselho técnico global para discutir possíveis ameaças e doenças infecciosas. Ele seria composto por especialistas de uma ampla gama de áreas, como epidemiologistas, profissionais de vacinologia, economistas e autoridades de políticas públicas.

Foto: iStock/ nito100

 

Impactos globais

Era bastante previsível que uma epidemia como essa traria impactos diretos e significativos na saúde e na economia mundial. Desde o surgimento da doença, a indústria sofre com suas consequências.

Com a declaração do estado de quarentena em alguns lugares da China, trabalhadores foram impedidos de voltar a trabalhar após o feriado do Ano Novo Chinês. Isso teve um impacto direto na produção de dispositivos, já que algumas empresas, como Apple e Xiaomi, mantém linhas de montagem no país.

Até mesmo produtos ainda não lançados, como o vindouro PlayStation 5, podem ser afetados por isso, tendo suas produções atrasadas pela falta de funcionários ou de peças.

Os custos totais causados pela epidemia do coronavírus já são significativos, mas podem se tornar ainda piores se não houver um plano de contingência eficiente. Considerando isso, os especialistas ainda alertam que a próxima epidemia pode estar logo ali – e pode ser ainda pior em questão de impacto mundial.

Via: Science Alert

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.