Em Camalaú, no Cariri da Paraíba, aconteceu uma prática arcaica, atrasada, imoral e criminosa as vésperas da eleição municipal. De acordo com a denúncia encaminhada ao Ministério Público, um senhor residente no Sítio do Meio, zona rural de Camalaú, teria visitado residências no Sítio Focinho Torto, e propôs a pessoas que entregasse os documentos pessoais, para que os mesmos ficassem de posse do acusado, evitando assim que as pessoas pudessem expressar sua vontade nas eleições municipais de Camalaú.

De acordo com a denúncia, as pessoas deveriam receber valores em troca da entrega dos documentos. Tudo isso está bem explícito no áudio e vídeo, presente nesta matéria; veja abaixo:

Além deste vídeo e áudio, de acordo com informações exclusivas repassadas a nossa redação muitos outros casos serão encaminhados à Polícia Federal e ao Ministério Público, o que vai gerar processo para quem retém documentos, e também para quem entrega.

Vale salientar que as pessoas que tiveram seus documentos retidos podem formular denúncia na 29º Zona eleitoral em Monteiro, também pode ser feita no Ministério Publico, Polícia Militar além do aplicativo a Justiça eleitoral o “Pardal”. Nas eleições 2020 você pode votar usando qualquer documentos com identificação ou usando o aplicativo de celular o “e-Título”.

1 COMENTÁRIO

  1. Descobriram a pólvora, quem não sabe que isso é uma prática comum em todas as cidades do Brasil, principalmente aqui no nordeste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.