Cidades do Cariri sofrem com sucateamento dos Correios e Telégrafos

Déficit de 40% no número de funcionários, falta de carteiros nas cidades, agências fechadas, gerentes acumulando serviço e insegurança nos postos de atendimento são apenas alguns dos sintomas de um sucateamento da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) na Paraíba.

“Algumas agências abrem um dia e dois não por falta de gerente, por falta de carteiro. O que está acontecendo é o sucateamento da empresa explicou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos do Estado (Sintect-PB), Evandro Tavares.

Em municípios como Barra de Santana, Barra de São Miguel, Alcantil, Aroeiras, Caraúbas, Cabaceiras, Parari, Gurjão, Gado Bravo, Natuba e São Domingos do Cariri a situação é praticamente a mesma: os moradores precisam se deslocar até às agências dos Correios para receber suas correspondências. Isso quando elas ainda funcionam.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.