Em pesquisa de preços realizada pelo Procon de Campina Grande para o mês de maio, foi constatado que o preço da Cesta Básica custou ao campinense um valor médio de R$565,89. Para quem ganha um salário mínimo (R$ 998), a cesta custou aproximadamente 56,70%, restando 43,30% do salário para outras despesas. A pesquisa foi realizada no dia 28 em dez supermercados da cidade. Confira a pesquisa aqui.

De acordo com a pesquisa o menor valor da Cesta Básica encontrado foi de R$488,60, já o maior valor foi o de R$ 653,43. Se pesquisar o consumidor pode ter uma economia de até R$ 164,83 se comprar no supermercado com o preço mais baratos.

Consumidor atento

O consumidor mais atento perceberá que o valor da Cesta Básica aumentou muito em comparação com os meses anteriores. O Procon adequou a quantidade de alimentos sugeridos pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).

“Antes nós pesquisávamos apenas o preço unitário dos 13 alimentos que compõem a cesta básica alimentar. Mas a partir de agora também vamos seguir as orientações do DIESSE com relação às quantidades. Antes por exemplo nós víamos o quilo do açúcar cristal e agora estamos levando em consideração os 3kg sugeridos pelo Departamento. Com isso nos aproximamos ainda mais da realidade de compra mensal da cesta do campinense”, explica Rivaldo Rodrigues coordenador executivo do Procon Municipal.

O post Cesta básica consome mais da metade do salário mínimo em CG apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.