dp 171 - Candidato a presidente da AL, Sarto promete diálogo com outros poderes
Na foto, José Sarto aparece ao lado do atual presidente da Casa, deputado
Zezinho Albuquerque (PDT), deputado Fernando Hugo (PP) e deputado Bruno
Gonçalves (PR). FOTO: José Leomar
O candidato do PDT e provável próximo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL-CEJosé Sarto (PDT) prometeu manter o diálogo com outros poderes e colocar para funcionar os órgãos da Casa que estariam subaproveitados, como a Universidade do Parlamento Cearense (Unipace) e o Conselho de Altos Estudos da Casa. A fala foi feita antes da reunião que deve oficializá-lo como candidato à sucessão de Zezinho Albuquerque (PDT), que assumirá a secretaria das Cidades.
O encontro, que acontece na AL-CE, conta com a presença inclusive de parlamentares de outros partidos. Compareceram, pelo PDT, Zezinho Albuquerque, Sérgio Aguiar, Romeu Aldigueri, Evandro Leitão, Guilherme Landim, Marcos Sobreira, Nezinho, Osmar Baquit e Fernando Hugo. Além deles, estão presentes Leonardo Pinheiro (PP), David Durand (PRB) e Julinho (PPS), Bruno Gonçalves (Patri), Silvana Oliveira (PR) e Audic Mota (PSB).
A indicação de Sarto para concorrer como candidato da base governista à presidência da Assembleia foi acertada na noite de quinta-feira (11), em reunião com a presença do governador Camilo Santana (PT). A indicação foi fruto de um costura política dentro da base de Camilo, com atuação central de Zezinho Albuquerque, que assume seu posto no Executivo em fevereiro, logo após a abertura dos trabalhos no plenário 13 de Maio. Além de Sarto, também eram cotados os nomes do atual primeiro vice-presidente, Tin Gomes, o líder do governo, Evandro Leitão, e o candidato derrotado na disputa pela presidência há dois anos, Sérgio Aguiar.
Nos bastidores era consenso que o nome do parlamentar era o preferido dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes (PDT) para o posto. Natural de Acopiara, José Sarto Nogueira Moreira é formado em medicina, atuando como ginecologista e obstetra. Dr. Sarto, como é conhecido, foi reeleito em 2018 para o sétimo mandato consecutivo de deputado estadual.  Foi líder do governo Cid Gomes no biênio 2013/2014, tendo sido relator e defensor de praticamente todos os projetos de lei encaminhados pelo ex-governador.
Na última legislatura, presidiu a Comissão de Fiscalização e Controle e é um dos vice-líderes do governo Camilo Santana na Assembleia Legislativa do Ceará. Também presidiu a Comissão de Educação e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que apurou fraudes no Seguro DPVAT no Estado do Ceará, no biênio 2015/2016.         (Diário do Nordeste)

Deixe seu comentário