Cabruêra e Os Fulano se unem em show que revisita Jackson do Pandeiro

Show de estreia do projeto acontece na proxima quarta, dia 21 de Março, no Café da Usina Energisa as 21h

Considerado o Rei do Rítmo e um dos mais importantes nomes da Música Popular
Brasileira, Jackson do Pandeiro chegou a gravar mais de 500 músicas durante a sua carreira. Uma parte pouco conhecida desse vasto repertório é agora revisitado pelas bandas Cabruêra e Os Fulano, que se uniram pra prestar uma homenagem ao paraibano de Alagoa Grande. O show de estreia do projeto acontece nesta quarta (21), no Café da Usina Energisa, às 21h, na área central de João Pessoa.

Muitos não sabem, mas na década de 70, assim como Tim Maia e Orlando Silva,
Jackson do Pandeiro também frequentou a “Universo em Desencanto”, uma mistura de
filosofia, religião e seita fundada por Manoel Jacintho Coelho, que escreveu cerca de mil livros cuja doutrina teria sido transmitida à ele através de uma energia cósmica intitulada “Racional Superior”. Influenciado pela chamada “Cultura Racional”, Jackson gravou uma série de canções que trazem em suas letras os princípios místicos da “Universo em Desencanto”.

Desse repertório destacam-se algumas músicas que fazem parte dos álbuns “Nossas Raizes”, “Um Nordestino Alegre” e “Alegria Minha Gente”, a exemplo de “Mundo de Paz e Amor”, “Acorda meu Povo” e “Luz do Saber”. Jackson frequentou a religião entre 1973 e 1978 e tambem deixou registrado à sua admiração pela “Cultura Racional” na capa do disco “Alegria Minha Gente”, onde aparece usando um medalhão da “Universo em Desencanto”.

Durante a sua vida, Jackson trilhou vários caminhos em busca de um desenvolvimento espiritual e também houve uma fase em que ficou especialmente fascinado pelo Candomblé e seus batuques afros. Ainda na década de 50, era assíduo frequentador de terreiros em Recife e foi fortemente influenciado pelos toques ancestrais dos tambores e atabaques.

Em sua carreira compôs e gravou várias canções dentro desse tema como “Pai Orixá”, “Mamãe Sereia” e “O Galo Cantou”. Jackson Racional e Os Afrobatuques é um projeto que faz um mergulho nesses dois universos da obra do músico paraibano, apresentando um repertório que mescla canções da fase Racional com outras advindas do periodo em que foi influenciado pelos toques do Candomblé.

Além de revisitar a obra de Jackson, nesse show a Cabruêra e Os Fulano também apresentam juntos músicas das duas bandas em novos arranjos. Cabruêra – Celebrando 20 anos de carreira, o grupo paraibano prepara agora em 2018 o lançamento do seu sexto álbum que foi produzido pelo colombiano Felipe Álvares.

A banda é formada por Arthur Pessoa, Pablo Ramires, Edy Gonzaga e Leo Marinho. Realizou diversas turnês pela Europa, EUA e África e teve quatro álbuns lançados no exterior. Os Fulano – Formado em 2011 o grupo possui dois álbuns gravados e shows em grandes palcos voltados à música nordestina.

Já dividiram canções e festivais com nomes como Pinto do Acordeon, Os 3 do Nordeste, Antonio Barros e Cecéu, Trio Nordestino, Flávio José e Elba Ramalho e realizaram diversas turnês nacionais. A banda é formada por Lucas Dan, Jader Finamore, Betinho Lucena e Thiago Melo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.