Bruno Gissoni
Bruno Gissoni e Yanna Lavigne são pais de Madalena (Imagem: Reprodução / Instagram)

Bruno Gissoni resolveu fazer uma reflexão sobre dois homens que o inspiraram em sua trajetória de pai. O ator é pai de Madalena, de 2 anos, fruto do relacionamento com Yanna Lavigne. Em entrevista ao site da “GQ”, Gissoni falou de sua vida paterna e fez um balanço de sua experiência como “pai de menina”.

Pai sempre teve a missão de educar, amar, cuidar, direcionar, passar os valores corretos, e, hoje, também acompanhar a transição do mundo. O machismo, por exemplo, tem data certa para acabar. É uma luta longa, mas estamos caminhando para este lugar. Os pais, em geral, têm que acompanhar essa evolução. Acho que pai hoje é isso: preparar o filho para esse mundo tão transformador e tão transformado no qual estamos vivendo“, disse o ator em relação ao que acha sobre ser pai hoje.

Gissoni ainda contou o que a paternidade mudou em sua vida: “Tudo! A paternidade me mostrou outra vida, outra forma de ver o mundo e de me portar perante a ele. Ter uma filha mudou completamente a minha cabeça, o meu coração, a minha relação com as mulheres. Consegui perceber ainda mais a importância delas na minha vida e no mundo. Acompanhar de perto a minha filha e ver a energia dela me fez ter certeza de que o mundo tem que ser administrado por mulheres“.

Sobre aprendizado, o ator contou que aprendeu muito com seus dois pais. “Tive a sorte de ter dois pais e aprendi com eles muita coisa. O meu pai biológico, o Marcelo, sempre foi muito presente, assim como o meu pai de criação, o Beto. Então tive duas referências paternas. Hoje eu tenho uma coisa muito forte com o meu pai biológico que é viagem, descobrir novas possibilidades, novas vidas, novas histórias. […] Eu via nele um interesse muito grande na vida e nas pessoas“, contou.

O amor pela cozinha eu também aprendi com ele. Não que eu seja tão bom quanto ele, porque ele é chef de primeira mão. Mas sempre vi nele o amor e o carinho pela culinária e, agora, tenho isso comigo também. Já o Beto é mestre de capoeira, então foi na capoeira que eu encontrei valores que vou levar para o resto da vida. Aprendo diariamente com eles, até nas decisões erradas que eles tomaram e que serviram muito como exemplo para mim“, concluiu.

Em relação à filha, Gissoni disse que tem aprendido muito com Madalena: “Eu estava vivendo a vida no automático, como muitas pessoas vivem, e ela me deu uma calma, um rumo, uma saúde, uma paz. Ela me deu tudo, porque hoje eu sei que o mundo pode acabar, mas eu tenho ela, eu tenho essa base familiar. É engraçado que, quando você tem uma filha ou filho, você passa a reviver a sua vida inteira, a olhar para tudo que você fez quando criança e de uma forma diferente, dando valor às coisas que as crianças dão“.

Sempre tive um desejo muito grande de ser pai, de criar um elo infinito com alguém, de mostrar um caminho melhor do que o meu. E eu tenho um cuidado muito grande com o futuro, com o ambiente e acho que passar esses cuidados e valores para uma outra vida, para que essa vida continue lutando pelo que você luta, é essencial. Sempre tive vontade de sentir esse amor infinito que os pais sentem pelos filhos“, contou o ator sobre quem mais o inspirou para ser o pai que é atualmente.

Bruno Gissoni aproveitou para mandar um recado para os pais de primeira viagem. “Seguir o seu coração e tentar blindar o seu filho ou filha de tudo o que é negativo, porque as crianças são muito sensitivas. Ame, cuide e proteja – sem vergonha nenhuma. Assuma para todo mundo a sua felicidade de ser pai! O mais importante é viver o máximo de momentos ao lado dos seus filhos. Viva a sua vida com os seus filhos! Vocês estão juntos neste mundo!“, finalizou.

O post Bruno Gissoni fala da filha e faz revelações sobre seus dois pais apareceu primeiro em RD1.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here