O Brasil faz o último jogo antes da estreia na Copa da Rússia neste domingo (10), em Viena, diante da seleção austríaca. Neste ano, a CBF optou por não realizar amistosos no país e os escolhidos de Tite viajaram para a Europa sem receber o carinho da torcida nacional.

Mas o selecionado brasileiro costuma vencer as partidas que encerram a preparação para os Mundiais. Foram 11 vitórias, um empate e duas derrotas (1990 e 1998) — o Brasil não realizou amistosos antes das Copas de 1930, 1934  e 1938.

Vitória e vaias

No entanto, nem todos os triunfos foram acompanhados de aplausos ou manifestações de apoio. Em 2014, o Brasil encerrou a fase preparatória para a Copa diante da Sérvia, no dia 6 de junho, no Morumbi lotado por 67 mil torcedores. O time de Felipão ganhou por 1 a 0, com gol do centroavante Fred, mas foi vaiado pela exigente torcida paulistana.

Além da cobrança pelo desempenho da equipe nacional, o país passava por uma fase de inúmeros protestos políticos — iniciados no ano anterior ao Mundial — e muitos aproveitaram o jogo para colocar a pauta de reivindicações da população em evidência.

Goleadas

Na Copa anterior, em 2010, na África do Sul, a seleção comandada por Dunga escolheu a fraquíssima Tanzânia para se despedir antes e partir em busca do hexacampeonato. A partida amistosa foi disputada no Estádio Nacional Benjamin Mkapa, em Dar as Salaan. O resultado não poderia ser outro: goleada por 5 a 1 — Robinho (2), Ramires (2) e Kaká marcaram.

A seleção que disputaria a Copa da Alemanha, em 2006, era tida como melhor em termos de elenco até mesmo em relação ao grupo pentacampeão no Mundial anterior. O técnico Carlos Alberto Parreira montou um grande time, que tinha uma formação no meio de campo e ataque batizada de “quadrado mágico”, com Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo e Adriano.

A Nova Zelândia foi a adversária escolhida para finalizar os preparativos. O jogo foi realizado em Genebra, no dia 4 de junho daquele ano, e o Brasil goleou por 4 a 0 — Ronaldo, Adriano, Kaká e Juninho Pernambucano fizeram os gols.

Em 2002, a equipe que, se consagraria na Copa do Japão e da Coreia do Sul, sofreu para se classificar nas Eliminatórias Sul-Americanas. Na despedida, porém, houve mais uma goleada. Dessa vez, sobre a não menos frágil Malásia por 4 a 0. O jogo foi no dia 25 de maio, no Estádio Burkit Jalil, em Kuala Lumpur. Ronaldo, Juninho Paulista, Denílson e Edílson foram os autores dos gols.

Derrota amarga

A última derrota da seleção antes de partir para uma Copa do Mundo aconteceu no dia 29 de abril de 1998, justamente contra a Argentina, maior rival do país, dentro do palco mais importante do futebol nacional, o Maracanã, e diante de 98 mil pessoas. O Brasil de Zagallo foi derrotado por 1 a 0 com um gol do atacante Claudio López.

A seleção que conquistou o tetracampeonato na Copa de 1994 fez um último amistoso antes do torneio diante de El Salvador, em Fresno, nos Estados Unidos, país que sediou a competição, no dia 12 de junho. Os brasileiros venceram por 4 a 0 – gols de Romário, Bebeto, Zinho e Raí).

Fiasco

Na Copa de 1990, a equipe comandada por Sebastião Lazaroni foi derrotada pelo Combinado da Úmbria por 1 a 0, no dia 25 de maio, em Terni, na Itália. Era o prenúncio de uma campanha que provoca más lembranças no torcedor brasileiro até os dias atuais.

No dia 7 de maio de 1986, o Brasil de Telê Santana — ainda marcado pela traumática eliminação para a Itália na Copa anterior — empatou com o Chile em 1 a 1, no Estádio Pinheirão, em Curitiba, no último teste antes do Mundial do México. O atacante Casagrande marcou o gol brasileiro.

Geração de craques

O amistoso pré-Copa mais empolgante para o torcedor brasileiro foi realizado no dia 27 de maio de 1982, no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG), quando a equipe de Zico, Júnior, Sócrates, Éder Aleixo e Falcão massacrou a República da Irlanda por 7 a 0. Foi uma festa para os cerca de 72.700 mil espectadores que compareceram à arena mineira.

Em 1978, a despedida brasileira antes do Mundial da Argentina foi feita contra um combinado gaúcho. O jogo, realizado no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, no dia 25 de maio daquele ano, terminou empatado em 2 a 2.

Em 1974, o último amistoso antes do Mundial da Alemanha ocorreu no dia 3 de junho, na Basiléia, diante de uma seleção local. O Brasil do técnico Zagallo goleou o combinado suíço por 5 a 2, com gols de Rivelino (3), Jairzinho e Valdomiro.

A seleção de 1970, antes de embarcar para o México, também realizou uma série de amistosos internacionais como forma de preparação para o Mundial. O último desses testes ocorreu contra o Irapuato, do México, no dia 24 de maio, no Estádio Municipal de Irapuato. A seleção brasileira ganhou por 3 a 0, com gols de Paulo César Caju, Roberto Miranda e Rivelino.

Outras despedidas

Confira os amistosos que marcaram o fechamento da preparação brasileira antes das Copas anteriores:

1966: Brasil 3 x 1 Malmö, (Suécia), dia 6 de julho, no estádio de Malmö. Gols de Jairzinho e Pelé (2).

1962: Brasil 3 x 1 País de Gales, dia 16 de maio, no Pacaembu. Gols de Vavá e Pelé (2).

1958: Brasil 4 x 0 Inter de Milão, dia 1 de junho, no Estádio Giuseppe Meazza, em Milão. Gols de Dino Sani, Dida, Mazolla e Zagallo.

1954: Brasil 2 x 0 Millonarios (Colômbia), dia 9 de maio, no Maracanã. Gols de Martinez (contra) e Baltazar.

1950: Brasil 4 x 3 Seleção Paulista de Novos, dia 11 de junho, em São Januário, no Rio de Janeiro. Gols de Baltazar, Rodrigues (2) e Ademir.

*R7

O post Brasil tem histórico de vitórias nos amistosos antes das Copas apareceu primeiro em Portal Correio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.