O presidente Jair Bolsonaro (PSL) comentou a aceitação, por parte do governo dos Estados Unidos, do nome do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para o cargo de Embaixador do Brasil em Washington. O chefe do Executivo confirmou, na manhã desta sexta-feira (09/08/2019), ter recebido uma carta de próprio punho do presidente norte-americano, Donald Trump.

“Agora, ele vai ter que demonstrar conhecimento no Senado ou vai ser reprovado”, comentou Bolsonaro ao deixar o Palácio do Alvorada. O nome de Eduardo será enviado ao Senado pelo Palácio do Planalto para uma sabatina. Se a Casa aprovar — por maioria simples — o deputado se torna embaixador.

Bolsonaro disse que recebeu uma carta escrita pelo próprio Trump. Questionado por jornalistas se poderia falar sobre o conteúdo do documento, disse: “Se o Trump autorizar eu fico feliz em divulgar”.

O chefe do Executivo afirmou que não há pressa seguir os próximos passos. O deputado deve se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para depois ter o nome chancelado pelo presidente. “Não tem pressa, o Eduardo que decide. Traz para mim o papel que eu assino”, completou.

Nessa quinta-feira (08/08/2019), o governo dos Estados Unidos concedeu o agrément, uma espécie de aceitação de um nome como embaixador no país, para a indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como representante brasileiro em Washington.

Entenda
O presidente Jair Bolsonaro revelou que analisava a possibilidade de indicar o filho Eduardo como embaixador do Brasil nos EUA em 11 de julho. Bolsonaro alegou que, como Eduardo “fala inglês com fluência” e tem afinidade com a família do presidente dos EUA, Donald Trump, ele estaria qualificado para o posto.

A intenção do presidente despertou uma enxurrada de reações, a maior parte delas, negativa. Mesmo bolsonaristas como o professor on-line de filosofia Olavo de Carvalho, tido como padrinho e mentor do atual ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, chamou a indicação de “retrocesso”. Para o guru bolsonarista, o deputado federal mais votado do país deveria seguir no mandato para “lutar contra o Foro de São paulo”, a organização que reúne partidos de esquerda da América Latina.

O post Bolsonaro sobre filho embaixador: “Vai ter que mostrar conhecimento” apareceu primeiro em Metrópoles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.