O presidente Jair Bolsonaro anunciou a liberação de R$ 21 mil para empreendedores de baixa renda do Nordeste. De acordo com o Governo Federal, o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) receberá um aporte extra de R$ 4 bilhões para este ano.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (24), durante reunião do Conselho Deliberativo (Condel) da Superintendência do Desenvolvimento da região (Sudene).

Para acessar o crédito, os interessados devem ser microempreendedores de baixa renda inscritos no Microempreendedor Individual (MEI) e no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Para tanto, eles devem ter experiência mínima de três ciclos no Crediamigo (estando ativo ou evadido do programa há, no máximo, três meses), boa experiência creditícia, e capacidade de pagamento real apurada no último fluxo de caixa.

O estímulo ao empreendedorismo por meio do microcrédito, ampliado pelo Plano Progredir, com o qual estão alinhados os programas Crediamigo e Agroamigo, permite avançar na inclusão financeira e social. Crédito e conhecimento que mudam a vida de milhões de brasileiros. O BNB é o principal operador de microcrédito do País, com 60% de todos os financiamentos da categoria. O limite para o crédito é R$ 21 mil por operação, enquanto o valor mínimo é de R$ 1 mil. O prazo para a quitação dos débitos é de dois a seis meses, com periodicidade mensal e sem carência para o início do pagamento.

A ação que oferece cursos de qualificação profissional e ajuda na seleção de oportunidades de trabalho, aplicou R$ 3,5 bilhões em microcrédito, disponibilizados a famílias de baixa renda, inscritas no Cadastro Único dos programas sociais do Governo Federal, como estímulo ao empreendedorismo.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here