Após ameaças, PSDB decide discutir impeachment de Bolsonaro

BRASÍLIA — Após o presidente Jair Bolsonaro renovar as ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF) durante os atos deste 7 de setembro, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, decidiu convocar...


BRASÍLIA — Após o presidente Jair Bolsonaro renovar as ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF) durante os atos deste 7 de setembro, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, decidiu convocar reunião da Executiva nacional do partido para discutir o apoio à  eventual abertura de impeachment de chefe do Executivo.

 

Será a segunda sigla de centro a se mostrar disposta a encampar um dos pedidos de afastamento do presidente da República.

 

Em nota, Bruno Araújo considerou como “gravíssimas” as declarações de Bolsonaro. Durante o discurso, o presidente voltou a adotar tom de intimidação e mandar recados ao STF.

 

Sem citar nomes, Bolsonaro afirmou que “uma pessoa específica” da Praça dos Três Poderes, onde fica a sede da Corte, não pode continuar “barbarizando”.

 

Nos últimos dias, o presidente tem direcionado seus ataques ao ministro do tribunal Alexandre de Moraes, relator de duas investigações envolvendo o presidente.

 

— Não mais aceitaremos qualquer medida, qualquer ação ou sentença que venha de fora das quatro linhas da Constituição. Também não podemos continuar aceitando que uma pessoa específica da região dos três Poderes continue barbarizando a nossa população. Ou chefe desse poder enquadra o seu ou esse Poder pode sofrer aquilo que não queremos — disse Bolsonaro, que tem criticado membros do Poder Judiciário, chefiado pelo ministro Luiz Fux, presidente do STF.

 

Para o presidente do PSDB, os partidos precisam se posicionar sobre “o vergonhoso momento da história brasileira”.

 

— Com as declarações de hoje, não dá para partido político se esconder. Tem de haver posição clara do que pensa e como age cada partido em relação a esse vergonhoso momento da história brasileira —, afirmou Brano Araújo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Adicine um comentário

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.9855-1048 / portaltvcariri@gmail.com