Um homem acusado de integrar uma facção criminosa e de ter ordenado a morte de, pelo menos, dez pessoas foi preso no início da tarde desta segunda-feira (27) pela Polícia Civil. Os homicídios ocorreram na cidade de Araci (BA). A prisão ocorreu no bairro de Catolé, em Campina Grande, e foi realizada por equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes de Campina Grande (DRE/CG).
 
Com o homem, que tem 28 anos, foram encontradas duas armas de fogo e munições. Os armamentos estavam com sinais de identificação raspados. Apesar disso, a Polícia descobriu que uma das armas pertence a um militar da Aeronáutica e a outra foi roubada de uma empresa de vigilância.
 
Segundo informações repassadas pelo delegado Luciano Soares, o preso passou a ser procurado pela polícia e Justiça do Estado da Bahia, após ter sido decretada sua prisão. Ele é investigado na Bahia, acusado de integrar uma facção criminosa e ter ordenado, pelo menos, dez homicídios naquele Estado.
 
Ainda de acordo com o delegado, a Polícia Civil da Bahia entrou em contato com a Polícia Civil da Paraíba porque foi descoberto que o foragido estava escondido em Campina Grande.
 
Na Paraíba, os trabalhos de localização e prisão foram coordenados pela DRE/CG. De acordo com o delegado Ramirez São Pedro, o mandado  de prisão foi  expedido pelo juízo da Comarca de Araci (BA).
 
“As investigações realizadas pela Polícia Civil baiana mostram que o homem é suspeito de atuar na maior facção criminosa do país, que trafica drogas na Bahia e Paraíba “, informou.
 
O suspeito já figura como réu em dois processos criminais pelo crime de tráfico de drogas e já foi preso, anteriormente, pelas Polícias Civil e Federal, quando estava  na posse de 52 quilos de maconha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.